Aleam aprova PL que proíbe instalação de medidores aéreos da Amazonas Energia

O PL 267/2022 proíbe as concessionárias e permissionárias do serviço de fornecimento de energia elétrica e água a realizar a instalação de medidores aéreos
CONCEIÇÃO MELQUÍADES – PORTAL AM1
Publicado em 22/06/2022 18:46
Foto: Divulgação

Após sete meses de atuação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia, o projeto de lei 267/2022, que proíbe as concessionárias e permissionárias do serviço de fornecimento de energia elétrica e água a realizar a instalação de medidores do Sistema de Medição Centralizada (SMC) foi aprovado, nesta quarta-feira (22), pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Leia mais: CPI da Energia: aprova relatório apenas com recomendações e sem punições na Aleam

O projeto de autoria do deputado Sinésio Campos (PT), Fausto Jr. (UB) e de Carlinhos Bessa (PV), PL 267/2022, proíbe as concessionárias e permissionárias do serviço de fornecimento de energia elétrica e água a realizar a instalação de medidores do Sistema de Medição Centralizada, os medidores aéreos.

Após a aprovação do PL, o deputado Sinésio Campos agradeceu aos pares pela aprovação do projeto e sinalizou sobre a importância da não instalação dos medidores, que ele caracterizou como “roubadores do povo” para os consumidores.

Vídeo: reprodução/ Aleam

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS