AM registra mais de 360 mil casos de Covid e fiscais interditam 19 balsas - Amazonas1
15 de maio de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

AM registra mais de 360 mil casos de Covid e fiscais interditam 19 balsas

O número de barcos embargados por descumprimento de medidas restritivas da pandemia no estado chegou a 19 apenas neste ano

AM registra mais de 360 mil casos de Covid e fiscais interditam 19 balsas
(Foto: Reprodução)

MANAUS, AM – Mesmo com o aumento do número de casos da Covid-19 no Estado do Amazonas, a quantidade expressiva de embarcações que precisa ser interditada, devido à aglomeração, tem trazido preocupação aos especialistas que apontam a possibilidade de uma terceira onda da pandemia. Enquanto os números da doença crescem, pessoas se aglomeram em bares, restaurante e embarcações. 19 balsas foram flagradas pela fiscalização com excesso de passageiros e sem distanciamento social.

Nesta quarta-feira (21), a Fundação de Vigilância e Saúde (FVS-AM) apontou o diagnóstico de 671 novos casos de Covid-19, totalizando 365.433 casos da doença no estado.

Interdição

Essa crescente no número de infectado pôde ser vista nas últimas semanas, o que não impediu que no último domingo (18), a Central Integrada de Fiscalização (CIF) tivesse que ser acionada para interditar a balsa Anna Karoline II, antes que um passeio com mais de 800 pessoas fosse iniciado a partir de Manaus.

Com essa interdição, o número de barcos embargados por descumprimento de medidas restritivas da pandemia no estado chegou a 19 apenas neste ano.

Leia mais: CPI da Covid não será comissão de condenação de Bolsonaro, diz Otto Alencar

Desse total, 11 embarcações transportavam mais passageiros que o permitido pelo Governo do Estado e oito violavam normas sanitárias, como distanciamento, uso de álcool em gel e máscaras. As ações da CIF já abordaram 252 embarcações desde o começo do ano.

Nesse período, 44 irregularidades foram identificadas pelas autoridades. Além da CIF, a Capitania dos Portos e a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam) participam da fiscalização fluvial.

Leia mais: Marcelo Ramos ironiza Sikêra Jr. tomando CoronaVac: Faça como ele: não pegue corda dele e vacine-se1

Durante a pandemia de Covid-19, o transporte pelos rios do estado de Amazonas chegou a ser proibido, mas voltou a ser permitido gradativamente em 2021, com restrições. Neste momento, as embarcações só podem transportar passageiros com até 50% de sua capacidade máxima e devem seguir as normas sanitárias, disponibilizando o uso de álcool em gel e permitindo que os tripulantes se mantenham distantes.

Os tradicionais passeios pelas praias e rios do estado só podem acontecer desde que sejam contemplativos, sem que ocorram paradas. A medida visa evitar o contágio de indígenas e povos ribeirinhos.

Denúncia

A interdição da embarcação Anna Karoline II foi motivada por uma denúncia ainda no sábado (17) à noite, já que a organização do passeio tinha divulgado o evento com atrações musicais e sem aviso sobre a capacidade do barco. A fiscalização chegou por volta das 8h de domingo no porto Manaus Moderna.

O diretor-presidente da Arsepam contou que o barco tem capacidade para 910 passageiros. Como as medidas restritivas permitem até 50% da capacidade dessas embarcações, somente 455 pessoas poderiam embarcar.

“Era visível que havia excedido o limite. Tinha, certamente, mais de quinhentas pessoas embarcadas, além de outras trezentas pessoas, aproximadamente, aguardando e causando aglomeração”, explicou João Rufino. Nas imagens divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, é possível ver muitas pessoas sem máscara e agrupadas, dentro e fora do barco.

(*) Com informações da Época

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]