Após aprovação na ALE, Susam se programa para contratar 3,5 mil profissionais

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

4 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

Após aprovação na ALE, Susam se programa para contratar 3,5 mil profissionais

A Susam informou que vai iniciar as primeiras contratações nos próximos 60 dias. Inicialmente serão contratados profissionais técnicos em enfermagem.

Após aprovação na ALE, Susam se programa para contratar 3,5 mil profissionais
Susam (Reprodução)

Após a polêmica autorização para contratação de funcionários em regime temporário, em votação unânime realizada nesta quarta-feira, 04, pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), em caráter de urgência, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), declarou que vai iniciar as primeiras contratações nos próximos 60 dias. Inicialmente serão contratados profissionais técnicos em enfermagem. A ideia é de que 3,5 mil técnicos sejam efetivados pela Susam.

Veja mais: Com urgência e sem debate, Aleam autoriza governo a contratar temporários na saúde
Deputados explicam contratação de 10 mil funcionários para Secretaria de Saúde
‘Lei para contratação de terceirizados da saúde é inconstitucional’, diz TCE-AM

Segundo afirma a Susam, o órgão não trabalha com a contratação de pessoas, mas de plantões, e que já está fazendo um levantamento do número exato de terceirizados, porém a estimativa é de que sejam aproximadamente 10 mil trabalhadores da área de saúde.

A mudança, segundo a secretaria, aconteceu devido ao atraso no repasse salarial dos terceirizados que passaram a ser costumeiros.

Apesar da polêmica – de regimes temporários já terem sido motivos de transtornos para gestão pública em mandatos anteriores –, a matéria não foi debatida em plenário por parte dos deputados e teve sua aprovação por unanimidade – foram 19 votos a favor. 

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading