MP vai apurar irregularidades de ex-prefeito de Coari

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

2 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

MP vai apurar irregularidades de ex-prefeito de Coari

As irregularidades apontadas pelo TCE-AM, referentes a gestão do ex-prefeito Arnaldo Mitouso, agora são alvo de investigação do Ministério Público

MP vai apurar irregularidades de ex-prefeito de Coari
(Foto: Reprodução)

O Ministério Público do Estado (MP-AM) instaurou nesta terça-feira, 22, um inquérito civil para apurar as irregularidades durante a gestão do ex-prefeito de Coari Arnaldo Mitouso, apontadas anteriormente pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM). A decisão foi publicada no Diário Oficial do MP-AM desta quarta-feira, 23. 

As contas da Prefeitura de Coari, relativas à execução de contratos, construção de obras públicas e aplicação de recursos públicos durante o exercício financeiro de 2010, foram julgadas irregulares pelo TCE-AM em razão da prática de atos com graves infrações às normas legais, e o ex-prefeito foi condenado a devolver aos cofres públicos aproximadamente 65 milhões.

O inquérito civil também vai apurar a falha na fiscalização das obras públicas realizadas durante o exercício financeiro de 2010 pelo então secretário municipal de Obras, Cleomir de Araújo Costa, e pelos engenheiros Geraldo Sobrinho, Gilmar Barbosa, Ildisson Passos, que na época eram responsáveis pela fiscalização das obras inspecionadas.

Arnaldo Mitouso, eleito prefeito de Coari em 2009, cumpre atualmente uma pena em regime semiaberto pelo assassinato do rival político Odair Carlos Geraldo, morto em 1995, quando era prefeito da cidade. Após passar pouco mais de quatro meses em regime fechado, o Ministério Público opinou favoravelmente ao pedido de progressão de regime de Mitouso.

Confira a decisão no Diário Oficial do MP:

 

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias