Novo procurador-geral diz que MP dará celeridade no Caso Flávio - Amazonas1
28 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Novo procurador-geral diz que MP dará celeridade no Caso Flávio

Recentemente o MP anunciou que apura suposto ato de improbidade administrativa praticado pelo prefeito Arthur Neto por uso de veículos oficiais no caso

Novo procurador-geral diz que MP dará celeridade no Caso Flávio

O novo procurador-geral do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior afirmou que pretende dar celeridade nas investigações envolvendo o caso do engenheiro Flávio Rodrigues, morto em setembro do ano passado, em Manaus. A declaração ocorreu durante entrevista exclusiva, nesta quinta-feira (24), ao Portal AM1

Alberto Júnior informou à reportagem que ainda não tem conhecimento dos autos do processo, mas adiantou que deve se inteirar do andamento das investigações com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), responsável pelo Caso Flávio no âmbito do MP.

No movimento mais recente, o órgão ministerial anunciou que apura suposto ato de improbidade administrativa praticado pelo prefeito Arthur Neto por uso de veículos oficiais e agentes públicos em benefício do seu enteado, Alejandro Valeiko.

Leia mais: Caso Flávio: Arthur Neto é investigado por improbidade administrativa

“Assim que eu assumir como procurador-geral vou chamar o coordenador do nosso grupo de combate as organizações criminosas para que me passe a real situação desse caso. Também vou conversar  para saber a necessidade de mais estrutura de servidores ou técnica, no caso de perícia, para que possamos dar celeridade possível ao caso, que é de interesse tanto da vítima quanto dos acusados”, declarou.

Leia mais: DEHS faz reconstituição da morte do engenheiro Flávio em Manaus

O homicídio de Flávio ocorreu no dia 29 de setembro de 2019, após uma festa na casa de Alejandro, filho da primeira-dama Eizabeth Valeiko e esposa do prefeito. O corpo do engenheiro foi encontrado no dia seguinte no bairro Tarumã, na zona Oeste da capital.

Em fevereiro deste ano, o MP ofereceu denúncia à Justiça do Amazonas tornando réus no processo além de Alejandro, Elizeu da Paz Souza e Mayc Vinícius Teixeira – que confessou a autoria do crime. No mesmo processo, Paola Molina Valeiko responderá por fraude processual e José Edvandro Martins de Souza Júnior por denunciação caluniosa.

“O importante é que o Ministério Público dê uma resposta a sociedade o quanto antes e com respeito a todas as garantias constitucionais que nos impõem a Constituição de 88, ou seja, todo réu tem direito a ampla defesa do contraditório e o MP como guardião e fiscal da lei, tem por obrigação selar por todo esse procedimento processual  dentro do que determina as leis e a constituição. Temos que ter uma atuação exemplar para que no futuramente não se cause nenhum tipo de nulidade do processo”, finalizou.

Nomeação

No último dia 16, o promotor Alberto Rodrigues Júnior foi nomeado pelo governador Wilson Lima ao cargo de procurador-geral de Justiça para o biênio 2020/22. A data de posse do novo PGJ está prevista para a segunda quinzena do mês de outubro.

Leia mais: Governador escolhe segundo da lista tríplice do MP e nomeia Alberto Nascimento

Veja a entrevista na íntegra: 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading