MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Arthur Lira: ‘decisão da Justiça se cumpre, mas não as inconstitucionais’

Presidente disse que "decisão da Justiça se recorre, se contesta, mas se cumpre"; segundo Lira, seu partido ainda não decidiu pelo impeachment de Bolsonaro
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 09 de setembro de 2021 – 20:12
Arthur Lira
Foto: Agência Brasil

BRASÍLIA, DF – O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que ninguém é obrigado a cumprir uma decisão inconstitucional. No entanto, ele ressaltou que “decisão da Justiça se cumpre”. A declaração foi dada durante uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (9).

O presidente da Casa foi obrigado a se pronunciar sobre uma fala do ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo Fux, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) poderia incorrer em crime de responsabilidade caso descumprisse decisões do ministro Alexandre de Moraes.

Leia mais: Arthur Lira, Rodrigo Pacheco e Ibaneis Rocha são condecorados com Ordem do Mérito Naval

“Ninguém é obrigado a cumprir uma decisão inconstitucional. No entanto, uma decisão correta da Justiça, é lógico que se cumpre. Decisão da Justiça se recorre, se contesta, mas se cumpre”, afirmou.

Lira ainda disse que a fala de Bolsonaro está em análise pela assessoria jurídica da Câmara. Nisso, também estaria incluída uma interpretação de que o presidente estaria falando apenas das decisões inconstitucionais.

Impeachment e reformas

O presidente da Câmara ainda disse que seu partido, o Progressistas, ainda não discutiu a hipótese de seguir com um processo de impeachment contra Bolsonaro. O partido abriga tanto Arthur Lira como o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Além disso, Lira destacou que a Casa deve continuar a tramitação das reformas econômicas, e pretende seguir com o plano de votar o Código Eleitoral ainda nesta quinta-feira. De acordo com o presidente, as reformas econômicas estariam alinhadas às proposta de campanha nas eleições de 2018.

(*) Com informações da CNN Brasil.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: facebook, instagram e twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap