Aleam planeja gastar R$ 2,3 milhões com iluminação, vídeo e sonorização

O despacho assinado pelo presidente Roberto Cidade foi publicado no diário oficial da Casa Legislativa, na edição de quarta-feira passada (24)
Publicado em 29/11/2021 18:58
Foto: Evandro Seixas/ Aleam

MANAUS, AM – Sem a menor intenção de poupar o dinheiro do contribuinte, a gestão do deputado Roberto Cidade (PV) à frente Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) pretende gastar mais de R$ 2,3 milhões com a locação de equipamentos de iluminação, vídeo, sonorização e estruturas.

A ata de registro de preços reúne 21 itens, entre eles, o aluguel de três tipos de palcos ao valor total de mais de meio milhão de reais. O despacho foi publicado no diário oficial da Casa Legislativa, na edição de quarta-feira passada (24).

De acordo com a publicação assinada por Cidade, as empresas BRASIL SHOWS E EVENTOS EIRELI – EPP e MIDIA CENTER SERVIÇOS DE PRODUÇÃO MUSICAL, CINEMATOGRÁFICA E EVENTOS EIRELI foram escolhidas por meio de processo administrativo para a eventual contratação dos serviços. Esta última, inclusive, é do estado do Pará.

O processo buscava a “contratação de serviços de locação de equipamentos de iluminação, vídeo, sonorização e estruturas de suporte, com montagem e desmontagem, mediante registro de preços, para atender demanda das Comissões Técnicas Parlamentares”.

O documento oficial revela que o acordo entre a Assembleia Legislativa e as empresas de eventos foi firmado no último dia 23, custo total de R$ 2.396,600,00 (dois milhões, trezentos e noventa e seis mil, seiscentos reais) aos cofres públicos. Deste total, a Brasil Show poderá embolsar R$ 1,7 milhão e a Mídia Center, o restante, cerca de R$ 611,5 mil.

Leia mais: Roberto Cidade passa sufoco em voo para Maués devido a chuva; veja vídeo

Segundo o despacho, o aluguel de um palco grande vai custar à Aleam em torno de R$ 3,7 mil. Ao todo, foram contratadas 60 diárias desta estrutura ao valor de R$ 227,4 mil; um palco médio sairá a R$ 1,9 mil, sendo 85 diárias previstas no edital, que custarão R$ 161,5 mil; já um palco pequeno foi alugado por R$ 3 mil, com 110 diárias ao valor total de R$ 300 mil.

Também estão previstos o serviço de Iluminação ao custo final de R$ 315 mil, com diária de 1,7 mil e a locação de tela convencional ao preço global de R$ 104,5 mil, além dos serviços de sonorização, que somados, sairão R$ 273 mil.

O edital reúne outros itens como barracas, tendas, cabine de som, cerca modulada, tablado, tapume, montagem e desmontagem de estrutura, etc.

A eventual contratação milionária ocorre dias após o Parlamento estadual divulgar que deverá desembolsar mais de R$ 9.3 milhões para comprar móveis diversos. Entre os valores registrados no documento, chamam atenção, por exemplo, o valor de uma lixeira de R$ 3.7 mil.

Leia mais: Roberto Cidade empenha R$ 9 milhões em móveis para a Aleam; só lixeira vai custar R$ 3.700 mil

Enquanto a Aleam se empenha em destinar o orçamento para gastos sem justificativa, servidores da Casa cobram reajuste de salários congelados.

Na ocasião, a equipe de reportagem procurou o presidente da Casa, Roberto Cidade (PV) e seu vice-presidente, Carlinhos Bessa (PV), que não deram explicações a respeito dos gastos mencionados.

Empresas

A empresa Brasil Show e Eventos de CNPJ Nº 04.894.357/00011 é especialista nos serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas, conforme mostra o site da Receita Federal. No mercado desde 2002, ela possui ainda cem atividades secundárias.

A empresa tem um capital social registrado no valor de R$ 800 mil e está em nome de LUAN GABRIEL SILVA DAS NEVES. A empresa está localizada na rua Duque de Caxias, na área central de Manaus.

Já a empresa Mídia Center Produtora também agraciada no registro de preços está registrada sob o CNPJ nº 07.072.916/0001-04, que tem como atividade principal a produção de filmes para publicidade e possui mais de 15 atividades secundárias.

Com sede em Belém, no estado do Pará, a empresa foi aberta em 2004. A Receita Federal mostra que IVALDO KLEBER BARROS é o proprietário da firma que tem um capital social na casa de R$ 1 milhão.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS