MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Malafaia promete ‘entregar’ ministros do governo que seriam contra indicação de Bolsonaro ao STF

Pastor disse que a dupla teria jantado com 'gente inescrupulosa' e prometeu revelar os nomes em vídeo na segunda-feira (11)
Hellen Miranda – Portal AM1
• Publicado em 11 de outubro de 2021 – 11:11
Malafaia
Foto: PR/Isac Nóbrega

BRASÍLIA, DF – O pastor Silas Malafaia voltou a causar polêmica na internet ao reafirmar que vai divulgar um vídeo, ainda, nesta segunda-feira (11), com nomes de dois ministros do presidente que teriam perdido a “condição moral” de serem ministros do governo.

Segundo ele, a dupla seria contra a indicação feita por Bolsonaro de André Mendonça para o Superior Tribunal Federal (STF). Além disso, o pastor disse que os dois ministros teriam jantado com “gente inescrupulosa”. Vale lembrar que, na semana passada, o ex-presidente Lula participou de um jantar de recepção, em Brasília.

“Povo abençoado do Brasil, é inacreditável! Ministro de Bolsonaro, políticos cujo gabinete está no Palácio do governo contra a indicação de André Mendonça ao STF jantando com gente inescrupulosa, que quer atingir o presidente?! Ah, não! Eu não posso acreditar em um negócio desse. Segura aí, mais tarde vem um dos vídeos mais quentes que eu já fiz até hoje. É muito sério!”, afirmou o pastor em uma publicação no Twitter.

Sem especificar quaisquer denúncias ou quem seriam os ministros envolvidos, Malafaia já tinha anunciado nas redes sociais, na noite do domingo (10), que faria o anúncio polêmico nesta segunda. “Será um verdadeiro arrasa-quarteirão! Aguardem”, escreveu em seu perfil.

Leia mais: Bolsonaro diz que não sabe se disputará as eleições em 2022

Silas Malafaia é considerado um dos ”conselheiros pessoais” do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi apontado assim pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), durante um depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, no Senado Federal.

O pastor foi um dos principais apoiadores da campanha do presidente. Desde a vitória de Bolsonaro, sua influência tem se estendido para os corredores do Palácio do Planalto. Com ele, milhares de evangélicos em todo o país continuam apoiando o presidente.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap