Manaus, 16 de abril de 2024
×
Manaus, 16 de abril de 2024

Cenário

‘Caiu como uma bomba’, dizem fontes no PL Amazonas sobre possível filiação de David Almeida

Notícia da possível filiação do prefeito de Manaus, David Almeida, ao Partido Liberal (PL) tem repercutido na mídia nesta quinta-feira (7), mas nem ele e nem a direção do partido confirmam a filiação partidária.

‘Caiu como uma bomba’, dizem fontes no PL Amazonas sobre possível filiação de David Almeida

(Foto: ABR/Câmara e Divulgação)

Manaus (AM) – A maioria dos filiados ao Partido Liberal no Amazonas (PL-AM) estão incrédulos com a notícia da possível filiação do prefeito David Almeida ao partido que, hoje, tem o ex-presidente Bolsonaro como uma das suas principais lideranças. Apesar da repercussão da possível filiação, nesta quinta-feira (7), o prefeito negou, por meio de um comunicado oficial em suas redes sociais, a ida para o PL.

Fontes da cúpula do PL no Amazonas confidenciaram ao Portal AM1, no final da manhã de hoje, que o boato da filiação estaria mais para notícia verdadeira do que para fake news, mas, ainda assim, aguardavam um pronunciamento oficial do prefeito ou do diretório regional da sigla. Procurada pelo Portal AM1, a assessoria do PL no Amazonas informou, pela manhã, que ainda não havia um posicionamento oficial para divulgar.

Nos bastidores do PL, há rumores de que David esteve, ontem, em Brasília onde teria encontrado com Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PL. E seria nesse encontro que o prefeito de Manaus teria assinado a ficha de filiação. Apesar de o encontro ter sido ontem, a notícia da filiação só começou a circular na imprensa local nesta quinta-feira (7). No entanto, o prefeito negou, nesta quinta, ter assinado a ficha de filiação.

A possível ida de David ao PL confirmaria aquilo que Coronel Menezes tanto vinha expondo, desde o ano passado, que o presidente estadual da sigla, o ex-deputado federal Alfredo Nascimento, agia nos bastidores para apoiar a candidatura de David à reeleição e não os nomes de Capitão Alberto Neto e Coronel Alfredo Menezes na disputa pelo cargo.

Alberto e Menezes chegaram até a fazer as pazes, deixaram as desavenças de lado e estão até engajando um romance político para brigarem pela prefeitura em uma chapa puro-sangue. Bolsonaro, inclusive, seria juiz de paz no casório, mas, com a notícia da possível ida de David para o PL, a chapa puro-sangue começará a ser desfeita.

Ao que tudo indica, o prefeito não planeja disputar a eleição em uma chapa puro-sangue. Até porque, o vice na chapa deverá ser indicado pelo governador Wilson Lima (UB), com quem David fez um acordo nas eleições de 2022. Embora os dois não estejam tão próximos desde o ano passado, é esperado que a palavra de Wilson seja mantida e a indicação do vice de David saia do UB, partido que, hoje, é comandado pelo governador.

Pelo visto, o prefeito de Manaus está demonstrando, na prática, ser um bom articulista e está movimentando o tabuleiro político a seu favor, matando dois coelhos (Alberto Neto e Alfredo Menezes) numa cajadada só.

No PL, David terá mais tempo de TV e fundo partidário, que o ajudará a impulsionar sua candidatura pela reeleição. Por outro lado, o cenário é arriscado, tendo em vista que boa parte dos cristãos conservadores e de direita não estão satisfeitos ao eleger um nome ligado ao governador e nem aos senadores Omar Aziz (PSD) e Eduardo Braga (MDB), que integram o governo Lula. No entanto, para o prefeito, isso se resolveria com o tempo.

Por outro lado, há também quem aposte que outros nomes, como o de Roberto Cidade (UB), Maria do Carmo Seffair (NOVO) e Amom Mandel (Cidadania) ganhem força nos bastidores entre o eleitorado de direita.

Mas, se depender de Coronel Menezes, a direita conservadora terá seu nome como mais uma opção. Embora Menezes ainda não tenha se pronunciado sobre a notícia da possível filiação de David, nos bastidores, ele não deixou de analisar convites de filiação a outros partidos; afinal, seu sonho é ser prefeito e não figurante a vice-prefeito. Um dos partidos seria o Novo, que sondou Alfredo Menezes no ano passado. Agora, é esperar as próximas movimentações do tabuleiro político, que foi remexido com a recente jogada estratégica de David Almeida.

A janela partidária segue aberta nesta quinta-feira (7) e continua até o dia 5 de abril. Até lá, muita coisa ainda pode acontecer.

Pronunciamento oficial*

Por volta das 14h desta quinta, o prefeito de Manaus divulgou um comunicado oficial, em suas redes sociais, em que nega ter assinado a ficha de filiação ao Partido Liberal (PL). Ele revela que esteve em Brasília, ontem, onde conversou com seis partidos sobre apoio político para a reeleição, mas que ainda permanece no Avante.

Veja o pronunciamento oficial:

https://www.instagram.com/p/C4OOQB6Ogh6/

Propaganda partidária

Na última segunda-feira (4), David informou que gravou as primeiras inserções do Avante. As inserções são vídeos curtos da propaganda partidária que são exibidos nos intervalos da programação normal das emissoras de rádio e televisão. O programa partidário vai ao ar no rádio e na televisão, nos dias 8 de março e 3 de abril.

David Almeida está no comando do Avante antes mesmo de vencer as eleições municipais de 2020. Ele assumiu a presidência estadual da sigla em maio de 2019.

Conforme o Portal AM1 já noticiou, o prefeito já chegou a tratar com o PL sobre uma possível ida para a sigla que, hoje, tem Bolsonaro como uma das principais lideranças. Porém, nunca ficou claro se o interesse partia do prefeito ou do próprio presidente estadual da sigla, o ex-deputado federal Alfredo Nascimento.

(*) Matéria atualizada às 14h20 para incluir o posicionamento do prefeito. 

LEIA MAIS: