Vereador repudia linguagem neutra após subsecretária falar ‘todes’ na CMM

Publicado em 04/07/2022 08:25

MANAUS – O vereador Raiff Matos (DC) criticou o uso da linguagem neutra após a subsecretária de Políticas Afirmativas para as Mulheres, Graça Prola, cumprimentar os parlamentares da Câmara Municipal de Manaus (CMM) usando a palavra “todes”, na última sexta-feira (1°).

Leia mais: Vereador quer proibir banheiro multigênero em Manaus: ‘risco de abuso sexual’

“Boa tarde a todos e a todas, e também a todes!”, disse a subsecretária durante uma audiência pública sobre a proteção dos direitos da criança e adolescente. Na ocasião, ela representava a Prefeitura de Manaus. Após seu discurso, o vereador reagiu a fala e fez questãode registrar em sua rede social.

Leia mais: Bolsonaro chama linguagem neutra de ‘linguagem dos gays’ e critica: ‘estraga a garotada’

“Hoje a tarde, nós acabamos de assistir um estupro, uma violência a nossa língua portuguesa que é um dos maiores patrimônios que nós temos na nossa nação, por uma gestora do poder Executivo. É uma situação triste porque justamente essa agenda ideológica de gênero, que tem como maior objetivo – e eu tenho como provar isso – a destruição das famílias”, disse Raiff Matos.

Leia mais: Ministro do STF suspende julgamento sobre linguagem neutra nas escolas

O vereador também citou a Lei n°. 169 de 2021 que estabelece aos estudantes das redes pública e privada de ensino do município de Manaus o direito ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com a norma culta. Para ele, Graça quis promover uma “agenda de esquerda” durante o discuros.

“É muita cara de pau de uma senhora vir aqui usar a tribuna para promover esta agenda destrutiva e esquerdista”, reclamou o parlamentar que também é bolsonarista.

Vídeo:

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS