Manaus, 15 de junho de 2024
×
Manaus, 15 de junho de 2024

Cidades

Comarcas de 21 municípios amazonenses recebem novos promotores de Justiça

Após um extenso curso de ingresso realizado no Ministério Público, promotores têm até o dia 12 de junho para assumirem as respectivas promotorias

Comarcas de 21 municípios amazonenses recebem novos promotores de Justiça

(Foto: Mateus Campos/Ceap)

Manaus (AM) – Os 22 novos promotores de Justiça aprovados em concurso do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), homologado em 2022, devem assumir suas respectivas promotorias de Justiça no interior do Amazonas até o dia 12 de junho, prazo final estimado pelo MPAM para a apresentação deles nas comarcas. Ao todo, 21 municípios receberão seus novos promotores.

Desde o dia 15 de abril deste ano, eles estavam participando, diariamente, do Curso de Ingresso, promovido pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) do MPAM, no auditório Gebes de Mello Medeiros, no 1º andar do edifício-sede. A última atividade deles, em Manaus, foi na quarta (22) e ontem (23), na apresentação de artigos jurídicos, elaborados durante o período de formação. Os artigos integrarão a nova edição da Revista Jurídica do Ministério Público.

Contato direto do Ministério Público com a sociedade, os promotores chegam aos 21 municípios para defender o direito dos cidadãos, participarem de audiências, investigar e ouvir testemunhas para apurar a ocorrência de irregularidades e crimes nas suas diversas áreas de atuação, apoiando as eleições municipais, entre outras funções do Parquet .

Para o procurador-geral de Justiça Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, “a ida dos novos colegas para o interior é um farol para a Justiça, uma vez que os promotores são os profissionais que atuam no sistema jurídico, com a função de defender os interesses da sociedade, promover a Justiça e garantir o cumprimento das leis”.

Todas as regiões do Estado serão beneficiadas com a chegada de novos promotores. Dos 21 municípios, apenas Coari vai ganhar dois promotores para a 1ª e 2ª Promotorias. Municípios distantes, como Atalaia do Norte (na calha do Alto Solimões), Santa Isabel do Rio Negro (no Alto Rio Negro), Ipixuna (no Médio Amazonas) e Manicoré (no Madeira), serão contemplados

“A minha expectativa em relação ao ingresso nessa carreira tão importante é a mais alta possível, pois é a realização de um sonho pessoal. Como o Ministério Público é uma instituição que cuida do povo, eu vou a Tabatinga de braços abertos para vivenciar essa experiência, levando cidadania à população local”, afirmou a promotora de Justiça, Gabriela Rabelo Vasconcelos, que assume a 1ª Promotoria de Justiça de Tabatinga.

Municípios contemplados

1. Amaturá- Suelen Shirley Rodrigues da Silva Oliveira
2. Atalaia do Norte – Dimaikon Dellon Silva do Nasciment
3. Benjamin Constant – Alison Almeida Santos Buchacher
4. Boa Vista do Ramos- Anne Caroline Amaral de Lima
5. Boca do Acre – Marcos Patrick Sena Leite
6. Canutama- Maria Cynara Rodrigues da Silva Oliveira
7. Coari – Marcelo Scarin Jantorno e Bruno Escórcio Cerqueira Barros
8. Eirunepé – Yury Dutra da Silva
9. Fonte Boa – Aramis Pereira Júnior
10. Ipixuna – Ludmilla Dematte de Freitas Coutinho
11. Japurá – Emiliana do Carmo Silva
12. Jutaí – Matheus de Oliveira Santana
13. Lábrea- Elison Nascimento da Silva
14. Manicoré – Venâncio Antônio Castilhos de Freitas Terra
15. Maraã – Marcos Túlio Pereira Correia Júnior
16. Nova Olinda do Norte – Tainá dos Santos Madela
17. Santa Isabel do Rio Negro – Paulo Fernandes Medeiros Júnior
18. Santo Antônio do Içá – Lucas Souza Pinha
19. São Paulo de Olivença – Kyara Trindade Barbosa
20. Tabatinga – Gabriela Rabelo Vasconcelos
21. Uarini – Christian Anderson Ferreira da Gama

(*) Com informações da assessoria

LEIA MAIS: