MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

CPI da Covid: auditor do TCU nega ter mudado dados de mortes

'Era apenas um debate preliminar aberto em equipe para análise colaborativa', defendeu o auditor em depoimento à CPI da Covid
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 17 de agosto de 2021 – 12:03
Foto: Pedro França/Agência Senado

BRASÍLIA, DF – A CPI da Covid recebe nesta terça-feira (17) o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), Alexandre Marques. Ele é o autor do relatório não oficial compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro, que aponta que 50% das mortes por covid-19 foram causadas por outros problemas.

Em depoimento, ele destacou que em nenhum momento afirmou que houve supernotificação de óbitos pelo novo coronavírus. “Era apenas um debate preliminar aberto em equipe para análise colaborativa”, defendeu.

Leia mais: ‘Não sou charlatão, nem curandeiro’, rebate Bolsonaro

Na época, os dados foram compartilhados pelo próprio pai com a família Bolsonaro. Após o presidente ter acesso ao relatório, ele afirmou que houve uma supernotificação em relação as mortes pela doença. “Em nenhum momento passou pela minha cabeça que ele compartilharia o documento”, afirmou.

O presidente usou os dados para destacar que um “relatório” do TCU apontou que metade das mortes por Covid-19 teriam outras causas. Em nota, o tribunal negou a existência do documento. O auditor foi afastado do cargo após cobrança de ministros.

O auditor ainda criticou a postura do presidente de atribuir ao TCU a responsabilidade de um documento não oficial. Ele classificou a ação como “totalmente irresponsável”.

(*) Com informações do Uol

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap