MENU
Logo Amazonas Um
EMAIL REDAÇÃO
CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Receba conteúdos exclusivos no seu email.

SIGA O PORTAL AMAZONAS1

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

CPI da Pandemia convoca Luciano Hang para investigar morte de mãe

Regina Hang, mãe do empresário, morreu em 3 de fevereiro de 2021; CPI quer saber se ela foi tratada com medicamentos sem eficácia
• Publicado em 23 de setembro de 2021 – 18:48
Luciano Hang
Foto: Reprodução

BRASÍLIA, DF – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado Federal resolveu convocar o empresário Luciano Hang para prestar depoimento. A convocação de Hang foi aprovada na sessão desta quarta-feira (23), e o depoimento deve acontecer na próxima quarta (30).

Na última terça-feira (22), a CPI ouviu o diretor executivo da operadora Prevent Sênior, Pedro Batista Júnior. Durante o depoimento, surgiu o caso da mãe do empresário, Regina Hang. Ela ficou internada no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, e acabou falecendo por covid-19 no dia 3 de fevereiro de 2021.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), vice-presidente da CPI, Regina teria sido tratada com hidroxicloroquina e azitromicina, e recebido tratamentos como o ozônio retal, o que não é autorizado pelo Ministério da Saúde. A mãe de Luciano Hang faleceu devido a complicações da covid-19, mas a doença não teria sido incluída como causa mortis em seu atestado de óbito.

Leia mais: Luciano Hang acusa CPI de usar morte da mãe como ‘artifício político’

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da Comissão, chegou a dizer que o empresário não se oporia a comparecer à CPI. “Ele, como um patriota que participou ativamente nas discussões do tratamento precoce, com certeza ficará feliz em vir à CPI contribuir conosco”, salientou.

Além disso, na terça-feira (22), a CPI também aprovou requerimento do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que obriga o Hospital Sancta Maggiore a entregar o prontuário médico de Regina Hang.

Em nota, Hang disse que lamenta que a CPI esteja citando a morte de sua mãe, e negou que a mãe tenha recebido medicamentos do chamado “kit covid”, além de ter outras comorbidades. “Lamento que um assunto tão delicado seja usado como artifício político para me atingir, pelo simples fato de eu não concordar com as ideias de alguns membros que fazem parte dessa CPI”.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap