Manaus, 30 de maio de 2024
×
Manaus, 30 de maio de 2024

Cenário

David vai à CMM em busca de aprovação ao PL do empréstimo

O prefeito de Manaus, em coletiva de imprensa, falou que está tratando o assunto no diálogo com os vereadores e pediu para que as questão política, eleitoral fique para outubro.

David vai à CMM em busca de aprovação ao PL do empréstimo

(Foto: Celso Maia/ Portal AM1)

Manaus (AM) – Durante a vistoria da segunda etapa das obras do parque Gigantes da Floresta, nesta quarta-feira (17), o prefeito de Manaus David Almeida (Avante), mais uma vez comentou sobre o ajuste do empréstimo de $ 580 milhões, que tramita na Câmara Municipal de Manaus (CMM), e agora está sobre análise do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). O prefeito ainda disse que vai à CMM conversar com os parlamentares para deliberação do projeto.

O empréstimo, que já foi aprovado pela Câmara Municipal de Manaus em dezembro de 2023, e ainda não foi liberado por conta de um ajuste nas laudas do contrato, continua dando o que falar. A votação foi embargada pelo TJAM, sob o argumento de ter encontrado vícios no projeto enviado pelo executivo municipal à Câmara Municipal.

O prefeito de Manaus falou que a população pede por melhorias na infraestrutura da cidade de Manaus, e para que ele consiga entregar mais obras, é necessário que a CMM faça a deliberação do documento que autoriza o empréstimo de R$ 580 milhões.

“A solução está exatamente na aprovação dessa alteração proposta pelo STN (Tesouro Nacional). Eu estou indo lá na Câmara (CMM), bater à porta, em nome do morador de rua, que vocês estão vendo, que estão com problemas, dificuldades. E em nome desses moradores, das comunidades que precisam de asfaltamento, e de todas as ruas da cidade de Manaus, que precisam desses investimentos” avisou David.

O chefe do Executivo ainda pediu para os parlamentares da Casa legislativa deixarem questões eleitorais somente para outubro, data que acontece as eleições municipais, para prefeito e vereadores.

“Essa questão estou tratando dentro de um diálogo com a Câmara Municipal. Que a questão política, eleitoral fique para outubro, pois não estão prejudicando o prefeito, mas a cidade de Manaus que está necessitando desses recursos. Temos capacidade para poder acessar esses recursos. Estado, prefeitura e o governo federal só fazem investimento dessa forma, com recursos de empréstimos. Então esses problemas das ruas podem ser resolvidos com essa aprovação da Câmara Municipal de Manaus“, pontuou o prefeito.

Empréstimo no TJAM

A Prefeitura de Manaus e a Procuradoria da Câmara Municipal de Manaus (CMM) devem recorrer da decisão que suspendeu a votação do empréstimo de R$ 580 milhões ao Executivo municipal, no último sábado (13), pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

A determinação atende uma ação do vereador William Alemão (Cidadania), no qual afirmou que o projeto seria pautado na segunda-feira (15) sem passar pelas comissões de Constituição, Justiça e Redação e de Finanças, Economia e Orçamento, além de não realizar a audiência pública, conforme determina o Regimento Interno da Câmara de Manaus.

LEIA MAIS: