David volta de férias com decreto emergencial para gastar sem licitação

Estado de emergência na capital vai ser estendido por tempo indeterminado; prefeito também anunciou início da vacinação infantil
Lucas Rodrigues – Portal AM1*
Publicado em 14/01/2022 16:30
David volta de férias com decreto emergencial para gastar sem licitação
Foto: Reprodução

MANAUS, AM – Em meio à alta dos casos de covid-19, o prefeito de Manaus, David Almeida, resolveu voltar das férias de 10 dias, e anunciou que vai prolongar o estado de emergência na capital, para “focar no combate” à terceira onda da covid-19, na cidade. O prefeito deu a declaração nesta sexta-feira (14), durante coletiva de imprensa no Centro de Testagem da Prefeitura de Manaus, no Centro de Convenções Studio 5.

David ainda anunciou que, a partir da próxima segunda-feira (17), segunda-feira, os servidores da Prefeitura de Manaus vão entrar em regime de teletrabalho por 15 dias. Ele ainda afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve vir a Manaus no dia 22 de janeiro, para uma reunião sobre medidas emergenciais na área da saúde. Segundo ele, o decreto de estado de emergência, que permite à prefeitura fazer contratações e gastos sem licitação, vai ser estendido.

Leia mais: Enquanto David Almeida curte férias, UBS aglomera pacientes sem atendimento em Manaus

“Vamos precisar contratar 500 profissionais para trabalhar nos nossos centros. Em função do afastamento dos servidores, vamos precisar contratar esses profissionais, para poder compor as nossas equipes nos centros de testagem e em outras estruturas. Também vamos pedir entre 10 e 20 servidores de cada secretaria para auxiliar nas testagens”, frisou.

“Não está faltando nada”

Mesmo com os crescentes relatos de que estão faltando testes e remédios nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) gerenciadas pela prefeitura, o prefeito disse que Manaus tem insumos para “atender a demanda atual” em, pelo menos, mais 25 dias. “Estamos repondo o estoque com 250 mil testes, que estarão disponíveis até quinta-feira. Também vamos renovar a contratação de médicos pelo ‘Mais Médicos’ por mais seis meses, até o momento em que conseguirmos terminar os trâmites e as nomeações do concurso atual”, salientou.

David também anunciou o cancelamento do desfile e das festas de Carnaval. Segundo ele, a prefeitura não vai liberar recursos para financiar os desfiles ou festas, e que vai ocorrer fiscalização por parte da prefeitura para coibir a realização das festas. “Nós não vamos liberar dinheiro para o Carnaval, e vamos fiscalizar para que não haja essas festas. Não é o momento de fazer, e quem quiser fazer a sua privada, está pela sua conta e risco”, afirmou.

Ainda de acordo com David, a vacinação infantil contra a covid-19 já começa na segunda-feira (17), em cinco pontos da cidade: o Parque Cidade da Criança, no Aleixo; o Clube do Trabalhador do SESI, na Zona Leste; o Centro de Convivência Magdalena Arce Daou, na Zona Oeste; e o Shopping Vianorte e o Centro de Convivência Padre Pedro Vignola, na Zona Norte. A imunização vai começar pelas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e deficiências, e na sequência, serão as crianças sem comorbidades.

(*) Colaborou Gabriela Alves, do Portal AM1.

fato

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS