MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Descaso da Semed: alunos com covid-19 e professores sem acesso a máscaras

Nas redes sociais, a internauta relata que sua irmã, de apenas 8 anos, do ensino infantil, foi confirmada com covid-19 após realizar teste rápido, nessa sexta (1º)
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 02 de outubro de 2021 – 17:00
Descaso da Semed: alunos com covid-19 e professores sem acesso a máscaras
Foto: Arquivo Semed

Manaus/AM – Pouco mais de um mês após o retorno das aulas presenciais nas escolas municipais da Prefeitura de Manaus, a capital registrou casos de alunos, entre crianças e adolescentes, que testaram positivo para a covid-19.

Nas redes sociais, uma internauta relata que sua irmã, de apenas 8 anos, e que estuda no ensino infantil, foi confirmada com covid-19 após realizar teste rápido, nessa sexta-feira (1º), na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Morro da Liberdade, zona Sul.

“Parabéns, @DavidAlmeidaAM, @pauderney, @PrefManaus, a gestão de vocês aglomerando crianças sem máscara nas escolas com Prof sem acesso a pff2 gratuita tá dando certo! Minha irmã de 8 anos testou positivo. Vão isolar a escola por 15 dias ou fingir que é só virose como tem feito?”, disse uma internauta contra a gestão de David Almeida e Pauderney, na Semed.

A volta das atividades presenciais ocorreu, pela primeira vez, em maio deste ano, de forma híbrida, ou seja, apenas parte dos alunos iam para a escola. Já o retorno 100% dos trabalhos foi determinado pela Semed no dia 23 de agosto.

Vale lembrar que enquanto Pauderney determinava o retorno das aulas 100% presenciais, David Almeida prorrogava, no mesmo período, por mais 180 dias, decreto de emergência na saúde pública.

Leia mais: Semed anuncia volta às aulas enquanto David Almeida prorroga situação de emergência

A duas datas de retorno foram veemente contestadas pela categoria dos professores, que chegou a realizar manifestação em frente à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Segundo os manifestantes, o retorno das aulas presenciais só deveria acontecer após uma imunização completa da categoria e dos jovens.

Leia mais: Professores são contaminados pela Covid após retorno às aulas em Manaus

Além disso, conforme aponta o relato da internauta, os professores estão dando aulas sem a estrutura suficiente, como o uso de máscaras adequadas para usas na sala de aulas, o que vai na contramão do que afirmou Pauderney ao anunciar o retorno das atividades.

Durante a 3ª edição da Jornada Pedagógica 2021, no dia 12 de setembro, o secretário afirmou que a prefeitura ofereceria um ambiente 100% seguro aos alunos e aos profissionais da educação no retorno às salas de aula.

Vacinação

A vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos foi iniciada no mesmo período, em 14 de agosto, praticamente em cima da hora para a volta dos alunos à rotina de estudos. E foi suspensa cerca de um mês depois, no dia 16 de setembro, após determinação do Ministério da Saúde.

Leia mais: Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes inicia nesta sexta

Já no dia 18 de setembro, o Governo do Amazonas voltou atrás e decidiu retomar a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades, contra a covid.

Tanto a Semed quanto a Semsa foram questionadas sobre os casos de covid nas escolas municipais de Manaus, da distribuição de itens de proteção aos professores e das meditas adotadas para evitar a proliferação do vírus no ambiente escolar, porém até a publicação deste conteúdo, não houve retorno das secretarias sobre o tema; espaço segue aberto para esclarecimentos futuros.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap