MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Eduardo Leite celebra namoro com médico e sofre ataques: ‘estão te pagando quanto?’

Eduardo Leite revela ataques ao namorado, mas dispensa ativismo: 'nem todo gay precisa ser ativista'
Dar redação – AM1*
• Publicado em 28 de setembro de 2021 – 15:23
Foto: reprodução

Em julho deste ano, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite revelou sua homossexualidade publicamente. Desde então, o político passou a ser alvo de uma série de ataques, assim como seu namorado, o médico Thalis Bolzan, com quem completa um ano de relacionamento. As informações são do Extra.

Segundo a reportagem, durante entrevista no podcast No Flow, Leite contou detalhes sobre a descoberta de sua homossexualidade e falou das críticas, em especial da comunidade LGBTQIA+, que recebeu depois de falar abertamente sobre o tema com o apresentador global Pedro Bial.

Leia mais: Pré-candidato, Eduardo Leite diz que quer fazer campanha limpa

“Falar publicamente sobre isso toca a vida das pessoas, me senti acolhido e pude oferecer acolhimento também. Recebi mensagens de gente que ficou mais à vontade para falar sobre o assunto com sua própria família. Mas recebi críticas de gente me cobrando erguer uma bandeira. Mandaram também mensagens para o meu namorado. ‘Estão te pagando quanto para você inventar que é namorado dele’, foi uma delas”, disse em um trecho da entrevista.

Leite contou, ainda, que passou a ser cobrado em relação ao ativismo da causa. No entanto, para ele “nem todo gay precisa ser ativista”.

“Não devo ignorar os temas, claro. Evidente que devem combater o preconceito, evidente que devem fazer enfrentamento desses temas. Mas não necessariamente será a causa da vida da pessoa. É bom e importante que existam os ativistas. Disseram que eu não teria agenda LGBT no governo. Não é absolutamente verdade. A agenda está e estará presente, mas não é uma agenda do LGBT, é uma agenda da igualdade”, disse o governador.

(*) Com informações do Extra.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap