MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Esquerda e direita criam guerra da propaganda em Manaus

Zé Ricardo e Coronel Menezes, principais nomes da esquerda e da direita no Amazonas, revelaram suas avaliações sobre o cenário político para presidente da República em 2022
• Publicado em 12 de maio de 2021 – 11:33

Manaus/AM – A disputa entre os apoiadores do presidente Bolsonaro e do ex-presidente Lula pelas ruas de Manaus ganhou o território do marketing. Nos últimos meses, especialmente após Lula voltar ao cenário político, a propaganda virou a alma do negócio. Outdoors com mensagens e imagens em defesa do ex-presidente Lula (PT), que já está se articulando para as eleições de 2022, e  outdoors enaltecendo o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), viraram armas de propaganda. Os cartazes estão virando símbolo de uma guerra ideológica na capital.

Nas imagens mais recentes, um outdoor com as cores vermelha e amarelo, além da imagem de Lula, vem acompanhado da hashtag ‘FORABOLSONARO’ e a frase: ‘Os trabalhadores do Amazonas querem Lula presidente’.

No outro, o que se vê é um cartaz com as cores da bandeira do Brasil, com a imagem de Bolsonaro, enaltecendo o presidente. “Bolsonaro. Nossa última bandeira contra o comunismo”, diz o outdoor.

Para o principal apoiador do presidente em Manaus, Coronel Alfredo Menezes (Patriota), não há polarização em Manaus e Bolsonaro está tendo boas porcentagens nas pesquisas eleitorais mais recentes.

Leia mais: Pesquisa aponta empate entre Lula e Bolsonaro no segundo turno

“Não há polarização em Manaus, existe sim um massacre eleitoral. O Presidente Bolsonaro tem pelo menos 70% de eleitores na capital e isso se confirmará em 2022”, disse.

Menezes, que no ano passado foi candidato a prefeito de Manaus, afirma que ele e demais apoiadores já vêm se articulando para conquistar votos ao presidente no interior do Amazonas. Ele acredita que Bolsonaro terá cerca de 65% dos votos na região.

Foto: Divulgação

“O eleitorado do presidente na capital é esmagador, embora no interior já começamos a fazer um trabalho para melhorar a curva do conhecimento e aceitação, minha aposta é que no estado teremos 65% dos votos e o ex-presidiário, se for candidato, terá no máximo 25% no primeiro turno”, firmou.

Já o deputado federal Zé Ricardo (PT), um dos principais nomes da esquerda no Amazonas, atribuiu a polarização não somente aos nomes Lula e Bolsonaro, mas também aos projetos que cada política tem para o Amazonas.

Leia mais: Churrasco do Mito: picanha salgada de Bolsonaro é vendida por R$ 1.800 o quilo

“Eu entendo que há uma polarização e não é só da questão do nome Lula ou Bolsonaro. É de projetos para o Brasil. O projeto do Lula é de desenvolvimento, de geração de emprego, de inclusão social, de combate à pobreza, de dar oportunidades para o jovem, de investimentos na área da educação, faculdades, escola técnica, um projeto de vida”, disse o parlamentar.

Bolsonaro, em contrapartida, segundo afirmou o petista, não tem projetos para o Brasil, tampouco para o Amazonas.

“Bolsonaro não tem projeto. Ele agora está destruindo o Brasil. Nada trouxe para o Amazonas, nenhum benefício, pelo contrário, só redução de investimentos, de gastos públicos para a população. E, pior ainda, uma gestão na área da saúde que levou mais de 400 mil mortes ao Brasil e mais de 12 mil no Amazonas. Esse é o debate que vai ocorrer nas eleições do ano que vem”, disse.

Leia mais: CPI fez reaparecer figuras esquecidas na política, dispara Mourão

O deputado acredita que o ‘povo’ vai eleger o ex-presidente Lula nas eleições do ano que vem, uma vez que as pesquisas eleitorais, segundo ele afirma, o pré-candidato está na liderança no Estado.

“Agora, ele foi inocentado. O juiz Moro foi considerado parcial, portanto, um juiz ladrão, pelo Supremo. E a eleição do ano que vem vai ser isso: um projeto de desenvolvimento para o Amazonas ou o projeto do atraso, a continuidade do atraso, que é o do Bolsonaro. O povo quer o Lula, tanto que, nas pesquisas no Amazonas, o Lula está em primeiro lugar. Foi o Lula que trouxe o Bolsa Família, expandiu as escolas técnicas para o interior, levou o Luz para Todos, construiu milhares de casas e é isso que o povo quer, quer oportunidades na vida, mais condições para sua família”, finalizou.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap