MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Justiça aumenta pena de Gustavo Sotero e delegado poderá voltar à prisão

Por ter obtido a progressão de regime, Sotero está em prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica, desde o início deste mês
Beatriz Araújo – Portal Amazonas1
• Publicado em 20 de setembro de 2021 – 15:08
Foto: Arquivo AC

MANAUS, AM – Quase 20 dias após o imbróglio sobre sua soltura, o delegado Gustavo Sotero teve sua pena aumentada pela Justiça do Amazonas. Em 2019, Sotero foi condenado pelo homicídio do advogado Wilson Justo Filho, a 30 anos e dois meses de cadeia pelo crime, cometido em 2017.  

De acordo com a legislação brasileira, uma pessoa pode ficar presa por 30 anos, porém, o sistema de regime semiaberto abre uma brecha para que o infrator conclua a pena em liberdade. Por ter obtido a progressão de regime, Sotero está em prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica, desde o início deste mês.

Leia mais: OAB/AM quer cumprimento de pena efetivo para Sotero

Porém, devido ao acordo feito entre desembargadores da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), a pena de Sotero foi aumentada em 14 meses, totalizando 31 anos e quatro meses de pena.

Os desembargadores analisaram os recursos de apelação – tanto da parte de Sotero quanto da assistente de acusação. Com ambos os recursos tendo provimento parcial, o julgamento foi mantido e a pena aumentou.

Apesar da decisão, a defesa do delegado ainda pode recorrer. Com a pena ampliada, a expectativa é que o Ministério Público do Amazonas (MPAM) solicite que Sotero volte à cadeia até cumprir o tempo necessário em regime fechado.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap