MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

‘Meu sonho é retomar a amizade com Bolsonaro’, diz Queiroz

O policial aposentado ainda afirmou que o objetivo das investigações das 'rachadinhas' têm o intuito de manchar a imagem do presidente
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 24 de novembro de 2021 – 13:56
Foto: Reprodução

São Paulo, SP – Em entrevista ao SBT, o policial militar aposentado Fabrício Queiroz afirmou que deixou o Rio de Janeiro com medo de ser morto. Ele é investigado no esquema das “rachadinhas” no gabinete do senador Flávio Bolsonaro, enquanto era deputado estadual. Segundo o Ministério Público, Queiroz foi apontado como suspeito de ser organizador do esquema.

“Seria queima de arquivo para cair na conta do presidente, como aconteceu com o capitão Adriano”, disse. Adriano da Nóbrega, citado por Queiroz, é apontado como líder de uma das maiores milícias cariocas. Ele foi morto durante uma operação na Bahia, no ano passado.

Leia mais: Moro diz que prisão de Lula fez petista ‘escapar de uma derrota’ para Bolsonaro

Durante a entrevista, ele ainda afirmou que as investigações tinham um objetivo, e esse objetivo é queimar o presidente Jair Bolsonaro. Sobre a relação com o presidente, Queiroz comentou que sonha em retomar a amizade com Bolsonaro. “Se Deus quiser, vou provar a minha inocência. Meu sonho é voltar a ter amizade com o presidente”, destacou.

O policial aposentado também negou conhecer o advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef. No ano passado, Queiroz foi preso na casa de Wassef, no interior de São Paulo. Como justificativa, ele afirmou que estava no local para realizar um tratamento de saúde.

Essa foi a primeira vez em que Fabrício Queiroz comenta sobre o caso, em um período de três anos. Em março, ele e a mulher, Márcia Aguiar, ganharam o direito de liberdade, concedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

(*) Com informações do Correio Braziliense

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap