MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Omar Aziz aciona Justiça contra Menezes e pede mais de R$ 44 mil por danos morais

O ex-superintendente da Suframa chamou o senador de 'sacana' e 'bandido' em entrevista; defesa também quer pedido formal de desculpas
Hellen Miranda – Portal AM1
• Publicado em 30 de julho de 2021 – 09:20
Foto: montagem

MANAUS/AM – O líder da Bancada do Amazonas, em Brasília, senador Omar Aziz (PSD) entrou com uma ação contra o ex-superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), Coronel Alfredo Menezes (Patriota) após ser chamado de ‘sacana’ e ‘bandido’. Na ação, Aziz pede uma indenização por danos morais de mais de R$ 44 mil.

No processo, a defesa do parlamentar alegou que em reportagem de um veículo local, publicada no último fim de semana, Menezes teceu xingamentos contra Aziz, que é presidente da CPI da Covid, e tentou se mostrar “como a única boa opção para uma política honesta”.

Leia mais: ‘Todo crime será punido’, responde Omar Aziz a seguidor sobre a CPI da Covid

“Quem quer conversar com uns caras desses? Um bom negociador tem que ter as suas credenciais e as credenciais do coordenador da bancada que são as mesmas credenciais de presidente da CPI da Covid, desculpa, não credencia nada, só ‘sacanagem’ e ‘bandidagem’”, teria disparado Menezes contra o senador.

Em outro trecho da matéria, os advogados de Aziz citaram que Menezes afirmou “que a maioria dos congressistas do Amazonas tem votos no interior porque é mais fácil de enganar o povo que não tem informação” e que ao contrário dele, “tem ido ao interior para acabar com essa vergonha.”

Leia mais: Após viagens pelo interior do AM, Menezes testa positivo para a covid-19

Além disso, o ex-superintendente aproveitou a publicação para atacar os políticos do estado – às vésperas das eleições de 2022 -, se apresentando como um “homem honesto, correto, justo. Um anjo em contraponto aos diabos”.

“O interesse do requerido é o de demonizar e satanizar a maioria dos políticos do Amazonas e em especial ao requerente. Um paladino da Justiça que reverbera na sociedade as injustiças do mundo. No entanto, Excelência, é uma visão distorcida e maliciosa que tenta convencer as pessoas, seus futuros eleitores com sentimentos e não com razões objetivas”, disse a defesa na peça.

Os advogados também afirmaram que acusar Omar Aziz de sacana e bandido “foge da narrativa de crítica construtiva, de sadia manifestação da opinião e entra na seara do abuso de direito e da ofensa individual tripudiando o requerente, cometendo, portanto, um ato ilícito que deve ser indenizado.”

Leia mais: Coronel Menezes anda na ‘cola’ de David Almeida

Ainda para a defesa, ficou evidenciado que Menezes ultrapassou todos os limites de tolerância e de liberdades públicas e de expressão contraposto à vida privada, intimidade, honra e atributo-imagem do senador.

“Seu foco não é demonstrar sua habilidade de administrador ou gestor público ou de divulgar informações verdadeiras sobre fatos desviantes que afetem o interesse público e que sejam prejudiciais à sociedade, seu foco é injuriar, de ser o contraponto do que ele considera maldade”, finalizou na peça.

Além de pedir a condenação equivalente a 40 salários mínimos, Aziz pede a publicação de um pedido formal de desculpas de Menezes a ele no mesmo jornal e espaço. A ação foi protocolizada na Justiça do Amazonas, nessa última quarta-feira (28).

Procurado pelo Portal Amazonas1, o ex-superintendente Coronel Alfredo Menezes informou, por meio de assessoria de imprensa, que aguardará ser notificado para comentar o caso. “Quando eu for notificado oficialmente irei me manifestar a respeito dessa suposta ação, ainda não tenho conhecimento do fato.”

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap