MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Omar garante que relatório da CPI não será arquivado por Aras

Segundo Omar Aziz, a expectativa é de que o relatório final da CPI seja concluído ainda nesta semana, com o fim dos trabalhos
Beatriz Araújo – Portal Amazonas1
• Publicado em 27 de setembro de 2021 – 11:07
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

BRASÍLIA, DF – Em mais uma etapa dos trabalhos da CPI da Covid, no Senado Federal, o presidente da Comissão Parlamentar, senador Omar Aziz (PSD) decidiu esclarecer sobre a propriedade da CPI. Para o parlamentar, os trabalhos são para dar respostas à população brasileira e não possui ligação com os órgãos que executam os depoimentos e investigações.

Em seu perfil, no Twitter, Omar divulgou uma entrevista para o jornal Folha de São Paulo na qual garantiu que o procurador-geral da República, Augusto Aras, não poderá investigar o relatório final da CPI.

Leia mais: Relator na CPI da Covid, Renan Calheiros insinua ter sido ameaçado

“A CPI não é do Senado, da PGR ou de quem quer que seja. A CPI é de todos os brasileiros! Por isso, acredito muito nos resultados e consequências do relatório final”, comentou.

Ainda segundo Omar Aziz, os trabalhos da CPI estão perto de chegar ao fim e a expectativa é que o relatório final seja concluído ainda nesta semana.

Depoimentos da semana

A CPI ouvirá nesta terça-feira (28), o depoimento da advogada Bruna Morato, que defende o grupo de médicos que trabalharam na Prevent Senior durante a pandemia e entregaram um dossiê sobre as condutas da empresa diante do aumento no número de casos, sobre a pressão que receberam para prescrever o tratamento precoce com cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina, bem como fazer a mudança do C.I.D. e, assim, fraudar o número de mortos pela covid.

Na quarta-feira (29) será a vez do empresário bolsonarista Luciano Hang, conhecido como o “Véio da Havan” prestar depoimentos na comissão. Hang se tornou alvo da CPI ao gravar um vídeo lamentando a morte da mãe dele, Regina, e afirmando que ela não fez o tratamento precoce – o que se mostrou uma mentira porque os senadores tiveram acesso ao prontuário dela no hospital Santa Maggiore, da Prevent Senior, e ela recebeu o tratamento com hidroxicloroquina e ainda a ozonioterapia via retal, outro tipo de abordagem médica que não é recomendada pelo Ministério da Saúde.

A quinta-feira (30) também será marcada pelo depoimento do secretário de Estado de Saúde de São Paulo, Jeancarlo Gorinchteyn. O depoimento será sobre a subnotificação de casos de covid pela rede Prevent Senior, cujo diretor-executivo, Pedro Benedito Batista Júnior, admitiu que a empresa mudava o Código Internacional de Doenças (C.I.D.) das vítimas.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap