MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Omar se irrita com lobista na CPI e dispara: ‘para subir em caminhão, é macho’

Em dado momento do depoimento, Marconny Albernaz afirmou que um senador ajudaria a 'desatar o nó' na venda de testes de covid; ele não quis revelar nomes
Juliana Siqueira – Portal AM1
• Publicado em 15 de setembro de 2021 – 18:00
Omar se irrita com lobista na CPI e dispara: ‘para subir em caminhão, é macho’
Foto: Reprodução

Brasília/DF – O senador do Amazonas, Omar Aziz (PSD), se irritou com o advogado e lobista Marconny Albernaz, que depôs na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, nesta quarta-feira (15). Marconny é investigado por tráfico de influência na compra das vacinas Covaxin.

Em dado momento do depoimento, ao falar sobre as mensagens trocadas com o ex-secretário da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), José Ricardo Santana, o advogado revelou, sem citar nomes, que um senador ajudaria a “desatar o nó” na venda de testes de covid no Ministério da Saúde.

Marconny foi questionado sobre quem seria esse senador, mas ele se negou a expor mais detalhes e chegou a dizer que não se lembra.

“Não tem nenhum senador sendo investigado, pelo que eu saiba. Agora o senhor não dizer o nome do senador, é meio complicado. Isso não lhe incrimina, o senhor está omitindo, faltando com a verdade. O senhor não se comprometer com a resposta é uma coisa, mas omitir e faltar com a verdade já é muito longe”, reclamou o senador Omar Aziz.

Leia mais: Justiça condena Arthur por fake news contra Omar

Irritado, o parlamentar alfinetou o depoente ao afirmar que ele foi às ruas, no último final de semana, em manifestação contra a corrupção, mas não estava contribuindo para as investigações da CPI.

“O senhor foi para rua combater isso. Nós estamos agora lhe esse direito. Esse é um dos que sobem em caminhão para atacar a democracia. Mas, hoje, 109 pessoas que foram ouvidas aqui, foram ao Supremo que eles pedem para fechar. Quando o calo aperta, aí os cabra não é mais macho não. Um tem diarréia e vai pedir atestado médico. Mas, para subir em caminhão tudo é macho. Para subir em caminhão e falar mal de políticos, denegrir a imagem das pessoas é macho. Mas, chega aqui e manda o vergo, a conversa é diferente”, se exalta Aziz. 

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap