Manaus, 13 de abril de 2024
×
Manaus, 13 de abril de 2024

Cenário

Prefeita de Ipixuna paga meio milhão para contratar Amado Batista

Ipixuna vai gastar o valor exorbitante, sendo que é um dos municípios do Amazonas que estão em situação de emergência devido à cheia.

Prefeita de Ipixuna paga meio milhão para contratar Amado Batista

(Foto: Defesa Civil/Facebook/Prefeitura de Ipixuna)

Manaus (AM) – A prefeitura de Ipixuna vai pagar meio milhão de reais para contratar o cantor Amado Batista para participar do evento cultural EXPOIPIXUNA 2024. O evento está marcado para ser realizado entre 30 de agosto e 01 de setembro deste ano.

O que chama atenção é que a quantia milionária a ser desembolsado pelos cofres públicos vem no momento em que a cidade passa por uma situação delicada, confirmando inclusive estado de emergência por conta da cheia do rio Juruá.

A contratação de do show pela Prefeitura de Ipixuna foi publicada no Diário Oficial dos Municípios (DOM) nessa quinta-feira (28), com a autorização da prefeita Maria do Socorro Oliveira sem licitação.

em-situacao-de-emergencia-ipix

Ipixuna em emergência

Enquanto a prefeitura de Ipixuna gasta valor exorbitante para contratar atrações nacionais para o evento anual, o município no interior do Amazonas está atualmente em situação de emergência devido à cheia do rio Juruá.

De acordo com a prefeita Maria Oliveira, faltam 46 centímetros para o rio chegar na marca histórica de 2017, ano em que o rio atingiu 13,84 metros. Mesmo considerando esse fator alarmante, a chefe do executivo confirmou a realização do evento.

Multada pelo TCE-AM

Em 2021, a prefeita Maria do Socorro, teve as contas do exercício financeiro de 2017 julgadas irregulares e foi condenada a devolver aproximadamente R$ 425 mil pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), nesta terça-feira, durante a 2ª sessão ordinária do Tribunal Pleno.

Entre as improbidades apontadas pelo relator do processo, auditor Alípio Filho, estão a não publicação dos Relatórios de Gestão Fiscal, conforme o estabelecido por lei; ausência de informações no Portal de Transparência referente às receitas, despesas, processos licitatórios e outros; ausência de laudos e vistorias nas obras contratadas pelo município.

O Portal AM1 entrou em contato com a chefe-de-gabinete da prefeitura questionando o alto valor pago para um show no momento em que o município está em situação de emergência, no entanto, não recebemos resposta até a publicação da matéria.

LEIA MAIS: