Manaus, 16 de abril de 2024
×
Manaus, 16 de abril de 2024

Cenário

Rozenha homenageia a criadora do projeto Rip Art

Maria Cristina Pereira utiliza o artesanato sustentável para capacitação profissional de mulheres.

Rozenha homenageia a criadora do projeto Rip Art

(Foto: Divulgação/Assessoria – deputado Rozenha)

Manaus (AM) – Uma dona de casa que escolheu vencer as dificuldades e hoje ajuda mulheres a se tornarem empreendedoras. A história de Maria Cristina Pereira chamou a atenção do deputado estadual Rozenha (PMB). Diante das adversidades impostas pelo destino, ela não esmoreceu e resolveu empreender utilizando o artesanato sustentável.

A trajetória fez com que Maria Cristina fosse escolhida por Rozenha para receber o diploma “Mulher Cidadã Amazonense”, em solenidade realizada nesta quinta-feira (07.03), durante Sessão Especial na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.

A homenagem é um reconhecimento a mulheres que se destacam em diversos segmentos no Amazonas. O diploma foi entregue a 28 mulheres protagonistas nos mais diversos setores. Juízas, jornalistas, donas de casa, professoras, empresárias, todas dividiram o mesmo espaço no plenário da Assembleia Legislativa na homenagem que celebrou o Dia Internacional da Mulher.

“Nossa homenageada, Maria Cristina, traz o retrato da mulher cidadã que não se deixa abater diante dos obstáculos. Ela fez mais do que vencer as dificuldades, sociais e financeiras, Maria Cristina ajudou, com seu próprio exemplo, tantas outras mulheres num projeto social que gera renda e transforma vidas”, disse Rozenha.

A homenageada

Maria Cristina Pereira, de 60 anos, é fundadora do Projeto Rip Art que estimula a geração de renda sustentável, além da recuperação ambiental.

Natural do estado do Pará, tem Ensino Fundamental completo e é mãe de 2 filhos.
Moradora do bairro da Redenção, zona Centro Oeste de Manaus, decidiu iniciar o projeto na mesma comunidade onde reside. Escolheu utilizar o artesanato sustentável para realizar a inclusão de outras mulheres no mercado de trabalho.

Hoje, as atividades desenvolvidas por Maria Cristina têm repercussão em toda Manaus. Além de promover o empreendedorismo feminino, o projeto também é um exemplo de revitalização de igarapés e ação comunitária.

(*) Com informações da assessoria

LEIA MAIS: