MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Trabalho da CPI da Amazonas Energia começa na próxima semana na Aleam

Os parlamentares também acertaram que o grupo terá encontros nas tardes das terças, quartas e quintas-feiras
Hellen Miranda – Portal AM1
• Publicado em 13 de outubro de 2021 – 16:43
Foto: reprodução

Manaus, AM – Após voltar a tramitar na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no início desta semana, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia começará a apurar a prestação do serviço da concessionária no Amazonas na próxima terça-feira (19). A informação é do deputado Sinésio Campos (PT), que é o presidente da comissão, nesta quarta-feira (13).

Leia mais: CPI da Amazonas Energia é autorizada a tramitar na Aleam

A data de start dos trabalhos da CPI foi definida pelos integrantes da comissão durante a reunião preparatória ocorrida nesta manhã. Os parlamentares também acertaram que o grupo terá encontros nas tardes das terças, quartas e quintas-feiras, no auditório Cônego Azevedo, nas dependências da Aleam.

O presidente adiantou que, na primeira reunião, os deputados vão solicitar informações de órgãos de controle como o Procon Amazonas; Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM); Ministério Público do Amazonas (MP-AM); Ministério Público Federal (MPF) e Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“Todos eles têm departamentos que tratam do consumidor e terão a oportunidade de encaminhar à CPI todos os detalhamentos das denúncias que chegaram a esses órgãos. Primeiramente, vamos coletar o que eles têm e, depois, os colaboradores e a empresa, para então, tomar as medidas cabíveis”, explicou Sinésio.

Com prazo estimado de 90 dias de duração dos trabalhos, o parlamentar garantiu que a CPI dará uma resposta à população. Sinésio adiantou, ainda, que não pretende prorrogar as investigações.

Instaurada no dia 1º de setembro, a CPI foi suspensa três dias depois pelo desembargador Airton Luís Corrêa Gentil. Na ocasião, o magistrado considerou que o requerimento de origem da CPI é ‘genérico’, em razão da falta de detalhes sobre o período das investigações.

Leia mais: TJAM suspende CPI da Amazonas Energia: ‘fatos genéricos e indeterminados’

Porém, nessa última segunda-feira (11), o desembargador Paulo Lima, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), suspendeu a decisão e os deputados puderam dar prosseguimento aos ritos e trabalhos da CPI, que tem como objetivo apurar irregularidades na prestação de serviços da empresa Amazonas Energia.

A Comissão é composta pelo deputado estadual Sinésio Campos, como presidente, Carlos Bessa (PV), como relator, Dermilson Chagas (Podemos), Fausto Júnior (MDB) e Cabo Maciel (PL).

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap