Manaus, 12 de junho de 2024
×
Manaus, 12 de junho de 2024

Cenário

Vereadora cobra a própria comissão na CMM para se reunir e discutir projetos de lei

Professora Jackeline cobrou os colegas na tribuna da CMM nesta terça-feira (21) e disse que os membros não conversam, não se reúnem e os projetos não têm continuidade.

Vereadora cobra a própria comissão na CMM para se reunir e discutir projetos de lei

(Foto: Emerson Olliver/CMM)

Manaus (AM) – Ao cobrar o reajuste salarial dos professores nesta terça-feira (21), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), a vereadora Professora Jacqueline (UB), reclamou dos membros da Comissão de Educação da Casa legislativa e afirmou que os mesmos não conversam, e por isso, os projetos voltados para a Educação estão sempre atrasados.

“Eu nunca vi uma comissão de educação que não reúne, que não conversa, que não tem uma composição. Como é que a gente pode ter acesso à essa informação, que ela é pública, [incusive], se ninguém teve essa reunião, nem uma conversa, nem um diálogo?”, disparou a parlamentar aos colegas que estavam presentes no Plenário, principalmente ao vereador Professor Samuel (PSD), que preside a comissão.

De acordo com Jacqueline, que mais uma vez cobra o reajuste inflacionário para a classe dos educadores, os membros da comissão deveriam “agir” para dar celeridade aos trâmites legais, e assim, ter tempo de analisar o projeto do Executivo municipal.

“Foi uma luta dos sindicatos, dos órgãos representativos da categoria que conseguiram mudar o índice de MPC para IPCA. Agora a gente precisa que essa Casa passe essa votação, porque quando chega aqui é tudo para a última hora, a gente não tem tempo de sentar, ler o projeto, [porque] o projeto vem em caráter de urgência sempre, como se tudo fosse muito escuso”, cobra a vereadora.

O Portal AM1 questionou a vereadora sobre a reunião que ela convocou em plenário na manhã desta terça-feira, e segundo a parlamentar, não foi realizada. Ainda conforme Jackeline, o presidente da comissão, Professor Samuel, lhe disse que não a faria.

“Não houve a reunião. Eu cobrei publicamente e depois conversei com o presidente da comissão e ele disse que não ia ter reunião, que ia entrar no projeto já, mas até agora, a última informação que eu tive é que ainda não tinha entrado no SAPL”, respondeu à reportagem.

Vale lembrar que Jacequeline faz parte da oposição ao prefeito na CMM e Professor Samuel é membro da base aliada de David Almeida.

LEIA MAIS: