Empresária que denunciou superfaturamento cita David Almeida em BO - Amazonas1
16 de maio de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Empresária que denunciou superfaturamento cita David Almeida em BO

A denuncia contra David Almeida seria por injúria e difamação feita após uma entrevista do candidato em um programa de TV

Empresária que denunciou superfaturamento cita David Almeida em BO
Foto: Márcio Silva - Portal Amazonas1

Maria de Nazaré Lima Menezes registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) no 17° distrito Integrado de Polícia contra David Almeida, candidato à Prefeitura de Manaus pelo partido Avante. Segundo o B.O, David Almeida cometeu crime de injúria, calúnia e difamação, ao citar Maria, de forma criminosa, em uma entrevista na TV Em Tempo, no último dia 28 de outubro.

Não é a primeira vez que a empresária aciona a justiça contra David Almeida. Maria Nazaré procurou o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para uma denúncia de superfaturamento em pacotes de cirurgias contratadas pelo governo interino de David Almeida.

Eleições

Leia mais em: David Almeida desmente que houve ‘superfaturamento de cirurgias’ quando foi governador

“Isso é início de uma batalha judicial que me sinto na obrigação de mover, depois da decisão do TCE, comprovando o ato ilícito cometido em seu governo interino. David Almeida tem tanta arrogância e fome de poder que não consegue mais segurar o disfarce que ele criou de bom moço que nunca foi”, afirmou Maria.

Segundo o B.O, David Almeida acusou, sem provas, a administradora pública de cometer crime, sem que ela sequer tivesse direito de resposta. O candidato negou que a denúncia dela ao Ministério Público de Contas (MPC) sobre o superfaturamento de cirurgias foi arquivado. Maria afirma que o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) aceitou a denúncia e, por unanimidade, julgou irregular o contrato superfaturado. A empresária também afirma que a campanha de David Almeida usa as redes sociais para ameaçá-la e para tentar prejudicar sua imagem.

No mês passado, o TCE confirmou indícios de irregularidades em contratações de cirurgias na gestão interina de David Almeida e aplicou multa de R$ 43,8 mil ao então secretário de Saúde, Vander Rodrigues Alves, “por ato praticado com grave infração à norma legal”. A decisão foi publicada no Diário Oficial do TCE da última quinta-feira  (8) e determina a tomada de contas especial para levantamento do prejuízo causado aos cofres públicos.

Leia mais: MP denuncia ex-secretários da Susam por desvio de R$ 868 mil

Os conselheiros julgaram procedente a representação do Ministério Público de Contas (MPC) com pedido de medida cautelar, para apuração da contratação RDL 295/2017, feita em caráter emergencial com o Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), no valor de R$ 8.433.233,40, para a realização de 780 cirurgias eletivas diversas, com valor de R$ 10,8 mil por cirurgia. “Isto só comprova que David mente de forma escancarada, por meio de blogs pagos para enganar a população com Fake News”, disse Maria.

Leia mais em: TCE vê irregularidades em contrato de R$ 8 milhões da Susam no governo de David Almeida

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]