Manaus, 21 de fevereiro de 2024
×
Manaus, 21 de fevereiro de 2024

Cenário

Deputados silenciam com invasão a presídio e tiroteio no AM

Em meio ao caos, os deputados estaduais curtem o recesso parlamentar sem se manifestar sobre a crise na segurança pública do AM.

Deputados silenciam com invasão a presídio e tiroteio no AM

(Foto: Portal AM1/Aleam)

Manaus (AM) – Os deputados estaduais do Amazonas que compõem a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) silenciaram-se em meio à crise envolvendo ataques de facções criminosas na Região Metropolitana de Manaus.

Nessa terça-feira (9), duas pessoas morreram durante o tiroteio em bairros do município de Rio Preto da Eva. Conforme a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), durante diligências no local, alguns suspeitos foram identificados, mas fugiram para uma área de mata ao perceberem a chegada dos policiais.

Os moradores ficaram apavorados com o barulho do tiroteio. Pessoas que estavam em um dos hotéis da cidade tiveram que ficar trancadas dentro dos quartos até acabar o confronto.

“Foi uma situação desesperadora. Acabamos de chegar na cidade e nunca pensávamos que viveríamos uma situação como esta”, disse uma turista ao Portal AM1.

Conforme o relato, a mulher, de 31 anos, que foi para a cidade a trabalho, mas não quis se identificar, não foi possível sair do hotel após o almoço, quando começou o tiroteio. “Parecia que nunca ia acabar. Ficamos dentro dos quartos, com medo de bala perdida ou que o local fosse invadido”, disse.

Em incursão na área de mata, dois suspeitos foram encontrados, mas reagiram efetuando disparos de arma de fogo contra os policiais militares, que revidaram a ação criminosa.

A dupla foi atingida durante o confronto e conduzida pela equipe policial à unidade hospitalar de Rio Preto da Eva. No hospital, os homens morreram.

Invasão em penitenciária

A rebelião feita por detentos na Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), nessa terça-feira (9), deixou salas e paredes do presídio destruídas. Os internos teriam iniciado a rebelião após a suspensão da visitação de familiares.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que um reforço policial foi enviado para o município por meio 1° Batalhão de Choque (BPChoque) e da Companhia de Operações Especiais (COE).

Em meio ao caos, os deputados estaduais curtem o recesso parlamentar sem se manifestar sobre a crise na segurança do Amazonas, mesmo os que fazem parte da Comissão de Segurança na Aleam: Cabo Maciel (Podemos); Daniel Almeida (Avante); Delegado Péricles (PL); João Luiz (Republicanos); Mário César Filho (UB); Dr. Gomes (Podemos); Cristiano D’ângelo (MDB) e Comandante Dan (Podemos), que preside a Comissão.

O Portal AM1 questionou os parlamentares sobre propostas para reduzir e até mesmo acabar com o problema na segurança bem como se a Comissão iria se reunir para discutir o assunto, mas não recebeu resposta.

A assessoria do deputado Comandante Dan informou que o parlamentar não poderia responder, pois está no interior do Rio de Janeiro. No entanto, mesmo ele fora do estado, continua sendo um representante da população e deve continuar o contato com a sua equipe de comunicação.

A assessoria apenas enviou duas matérias publicadas em outubro de 2023, quando o deputado sugeriu o uso da “GLO (Garantia da Lei e da Ordem), um recurso previsto na Constituição Federal, regulamentado pela Lei Complementar 97/1999 e pelo Decreto 3.897/2001.”

A GLO é acionada quando há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem, quando o presidente da República aciona as Forças Armadas para atuarem diretamente no problema.

LEIA MAIS: