Manaus, 15 de junho de 2024
×
Manaus, 15 de junho de 2024

Cenário

Desembargadores rejeitam recurso da CMM contra decisão sobre taxa de estacionamento em shoppings

Desembargadores rejeitam recurso da CMM contra decisão sobre taxa de estacionamento em shoppings

MANAUS, 29/05/14 VEREADOR WILKER BARRETO (PHS) ACOMPANHA PROCON MANAUS NA FISCALIZACAO DO COMPRIMENTO DA LEI DO ESTACIONAMENTO NOS SHOPPINGS DA CIDADE. FOTO: ROBERVALDO ROCHA / CMM

A Lei concedia isenção da taxa de estacionamento em shoppings de Manaus para quem comprovasse despesas de dez vezes o valor da taxa ou a permanência gratuita por até 30 minutos no local. (Foto: Roberval Rocha/CMM)

Os desembargadores rejeitaram nesta terça-feira (11), por unanimidade de votos, os embargos de declaração apresentados pela Câmara Municipal de Manaus (CMM) no processo nº 0006628-61.2016.8.04.0000, tendo como embargada a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

A entidade obteve decisão favorável em Ação Direta de Inconstitucionalidade ao questionar a Lei Municipal nº 417/2015, que concedia isenção da taxa de estacionamento em shoppings de Manaus para quem comprovasse despesas de dez vezes o valor da taxa ou a permanência gratuita por até 30 minutos no local.

Os embargos foram rejeitados, segundo o voto do relator, desembargador Wellington José de Araújo, onde avaliou que o “acórdão embargado apresenta fundamentação suficiente para se concluir que a Lei Municipal nº 417/2015 disciplina matéria de Direito Civil, cuja competência legislativa é privativa da União”.

Além disto, o relator considerou que esta premissa prejudica qualquer fundamento de constitucionalidade baseado no exercício da competência legislativa do município no âmbito do interesse local – o órgão alega ser de Direito do Consumidor -, entre outros argumentos que levaram ao improvimento do recurso.