MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Doria e Arthur registram pré-candidaturas nas prévias do PSDB

Dupla saiu na frente para as prévias do PSDB; inscrições de Eduardo Leite e Tasso Jereissati ainda são esperadas para completar o páreo tucano
Lucas Rodrigues – Portal AM1*
• Publicado em 20 de setembro de 2021 – 20:02
PSDB
Foto: Divulgação

MANAUS, AM – O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e o governador de São Paulo, João Doria, entraram oficialmente na disputa de quem vai ser o candidato do PSDB à Presidência da República. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (20), dia oficial das inscrições dos pré-candidatos.

Arthur anunciou a inscrição por meio de um vídeo na sua conta do Facebook. Ele disse que sempre quis ser presidente da República, e que o cargo é uma obra do destino, que “pode sorrir ou não sorrir para você”. Ele citou Tancredo Neves, José Sarney e José Serra, e disse que quer implantar bandeiras como a democracia, a economia e a Amazônia na cabeça dos companheiros.

Leia mais: Juntos em Manaus, Arthur e Doria culpam Bolsonaro por desmatamento na Amazônia

“O Brasil precisa aprender e vai aprender que precisa muito mais da Amazônia do que a Amazônia precisa do Brasil. Se deixar desmatar, desmatar e desmatar, vai ter uma intervenção militar aqui. Quero mostrar que a Zona Franca não é perigo para São Paulo, mas é a arma que mantém a floresta de pé”, afirmou.

O ex-prefeito de Manaus ainda disse que tem um compromisso muito claro com todos os brasileiros, e disse que quer combater o aumento do feminicídio e da violência contra a mulher. “Nunca vou me eximir de me posicionar sobre nenhum tema. Vamos à luta”, completou.

Paulista

Já Doria divulgou a sua inscrição nas prévias do PSDB em carta aberta ao partido. Ele citou o pai, o ex-deputado federal João Doria (PDC-BA), cujo mandato foi cassado pelo regime militar. Doria ainda disse que é filho das prévias, que construiu sua candidatura “nos braços da militância” tanto em 2016, quando concorreu à prefeitura de São Paulo, e em 2018, quando venceu o governo estadual.

“Rendo minha homenagem ao PSDB, no qual sou filiado há 20 anos. As prévias nos impulsionaram a duas vitórias eleitorais. Pela democracia e pelo voto, rendo minha homenagem às prévias”, escreveu.

O governador ainda citou conquistas dos governos tucanos, como o Plano Real e a Lei de Responsabilidade Fiscal. Doria aproveitou para citar a vacinação contra a covid-19, que começou em São Paulo. Ele ainda disse que vai ter uma vice-presidente mulher, se for escolhido, e que seu projeto de país se baseia na pacificação nacional e no compromisso “inarredável” com a democracia.

Tucano é um dos maiores opositores a Bolsonaro. Foto: Agência Brasil

“Trabalharemos por um Brasil mais digno e juto, que recupere seu prestígio internacional e atue na vanguarda do processo civilizatório. Vamos resgatar o orgulho de sermos brasileiros e dos nossos valores. Vamos juntos unir o Brasil e os brasileiros”, completou.

Doria deve ser o quarto tucano paulista a entrar na disputa pela presidência no período da Nova República. O primeiro foi o sociólogo e professor Fernando Henrique Cardoso, da Universidade de São Paulo (USP), que chegou à Presidência e ficou entre 1994 e 2002. Já em 2002 e 2010, o ex-governador de São Paulo, José Serra concorreu com Lula e Dilma, respectivamente, perdendo as eleições. Em 2006 e 2014, o então governador Geraldo Alckmin concorreu contra Lula e Dilma, respectivamente, e também perdeu.

Outros candidatos

No páreo do PSDB, também estão o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o senador Tasso Jereissati (CE). As inscrições dos dois ainda não foram confirmadas. Leite sai na frente com o apoio declarado do diretório estadual do partido em Minas Gerais.

Os debates para as prévias do partido começam no dia 18 de outubro, e acontecerão nas cinco regiões brasileiras, e no dia 21 de novembro, os filiados ao PSDB votarão em um dos quatro pré-candidatos. Caso nenhum dos quatro alcance a maioria absoluta dos votos válidos no dia 21, haverá um segundo turno no dia 28 de novembro.

(*) Com informações da CNN Brasil.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap