Fechado com Lula, senador Omar afirma que eles têm o ‘desafio de ajudar os brasileiros’

O senador já havia debatido sobre insegurança alimentar, também em uma publicação na rede social
Da Redação – Portal AM1
Publicado em 08/07/2022 10:00
Foto: Divulgação/Redes Sociais

Manaus – Nas redes sociais, o senador Omar Aziz comentou, nesta sexta-feira (8), sobre o preço elevado dos alimentos no Brasil, gerando assim um aumento de pessoas que passam fome no país. Anteriormente, o senador já havia debatido sobre insegurança alimentar, também em uma publicação, nessa quinta-feira (7).

Leia mais: Após aprovação das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2, Omar comemora injeção de R$ 200 milhões no AM

O senador fez uma publicação em que aponta o recorde de safra em 2022, apesar disso, o preço dos alimentos continuará elevado no Brasil. De acordo com a reportagem compartilhada por ele, a safra brasileira deste ano deve ter uma diferença de 8.2 milhões de toneladas de 2021.

Leia mais: Bolsonaristas do AM desmentem que estejam pensando em jogar tucumã em Lula

Ainda na publicação, o senador afirmou que, no início do ano, teve uma conversa com o ex-presidente Lula (PT), em que apontaram o objetivo de ajudar as famílias com insegurança alimentar e que não conseguem ter três refeições por dia, realidade que era diferente tempos atrás.

Foto: Reprodução / Twitter

Leia mais: Pesquisa: Bolsonaro cresce em intenções de voto, mas Lula segue na liderança

Anteriormente, na quinta-feira, o senador comentou a insegurança alimentar, realidade de mais de 61 milhões de brasileiros. Deste número, são 15,4 milhões de brasileiros passando fome, segundo o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), compartilhado por Omar Aziz.

“Segundo o relatório, quase 3,1 bilhões de pessoas no mundo não conseguiram pagar por uma alimentação saudável em 2020”, disse.

O senador cobrou ações do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) para tomar medidas sobre a fome no Brasil, fazendo relação com a produção alimentícia brasileira. “Não podemos ser também o país onde mais pessoas passam fome”, afirmou.

Foto: Reprodução / Twitter
Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS