Manaus, 22 de abril de 2024
×
Manaus, 22 de abril de 2024

Cenário

Mayara Pinheiro lidera o ranking de deputados faltosos em 2023 na Aleam

 Mayara, também, já registra falta na primeira sessão do mês de junho, realizada na última quinta-feira (1º), totalizando 14 ausências em 2023.

Mayara Pinheiro lidera o ranking de deputados faltosos em 2023 na Aleam

(Foto: Divulgação/Assessoria)

A deputada Mayara Pinheiro (Republicanos) figura no topo da lista dos deputados estaduais que mais faltaram às sessões na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), no período de fevereiro a maio deste ano, com 13 faltas.

Mayara, também, já registra falta na primeira sessão do mês de junho, realizada na última quinta-feira (1º), totalizando 14 ausências em 2023.

Os trabalhos na Casa Legislativa iniciaram no dia 7 de fevereiro. A quantidade de faltas registradas pela parlamentar é referente às ausências em sessões ordinárias, ou seja, nas terças, quartas e quintas-feiras, dias oficiais de trabalho dos deputados.

A médica, também, já faltou a três reuniões chamadas de ‘Ordem do Dia’, momento em que ocorre a votação de projetos de leis e outras matérias. Já foram realizadas, de fevereiro até agora, 46 reuniões ordinárias e oito dias de votações.

O Parlamento estadual realizou, em fevereiro, oito sessões ordinárias; em março treze; abril onze; maio treze e junho somente uma até o momento. Em cada mês, exceto junho, foram registradas duas reuniões para votações.

No primeiro mês de trabalho na Aleam, Mayara não faltou. Já em março, a deputada se ausentou de quatro sessões ordinárias e faltou a uma ordem do dia.

No mês seguinte, não foi a cinco sessões e faltou duas ordens do dia do mês, o que significa que não participou de nenhuma votação em abril. Em maio, não registrou presença em quatro reuniões ordinárias e já tem uma ausência em junho.

A filha do ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro e irmã do deputado federal Adail Filho (Republicanos), exerce, atualmente, o seu segundo mandato como deputada estadual.

Na sua primeira eleição, ela obteve 50.819 votos, tendo recebido a votação mais expressiva do pleito. Já nas eleições de 2022, quando conseguiu sua reeleição, a parlamentar recebeu apenas 29.970 votos.

Se comparadas as eleições, Mayara recebeu um total de 20.849 votos a menos nos últimos pleitos, uma porcentagem de 41,3% a menos.

Todas as informações podem ser conferidas no site da Aleam, no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL). O levantamento foi feito pelo Portal AM1 no último dia 1º.

Juntos, os deputados totalizam 197 faltas em sessões ordinárias e 34 ausências em ‘Ordens do Dia’. Apenas a deputada Mayra Dias (Avante) não faltou no período analisado.

Segundo lugar

Os deputados Sinésio Campos (PT); Dr. George Lins (União Brasil); e Wanderley Monteiro (Avante) ocupam o segundo lugar da lista com 12 faltas, cada.

Sinésio não registrou ausência em fevereiro, mas, em março, faltou oito vezes. No mês seguinte, ele não foi a duas sessões; no mês passado, repetiu o número de faltas e em junho ainda não faltou.

O petista, no período, deixou de participar de duas reuniões de votações.

George Lins, que é filho do ex-deputado Belarmino Lins, mais conhecido como ‘Belão’, também não faltou em fevereiro, porém se ausentou de seis sessões em março. Já em abril, não registrou presença em duas sessões; em maio faltou quatro vezes e em junho, uma vez. O médico já faltou a três ordens do dia.

Por sua vez, Wanderley – que já foi vereador de 2021 a 2022 – já iniciou o mandato de deputado estadual faltando a duas sessões em fevereiro. No mês seguinte, deixou de ir a quatro reuniões; em abril faltou duas vezes e no último mês não compareceu para trabalhar em quatro sessões.

Terceiros do ranking

Os parlamentares que ocupam a terceira colocação no ranking com 11 faltas são: Adjuto Afonso (União Brasil); Carlinhos Bessa (PV); Cristiano D’Angelo (MDB); e Roberto Cidade (União Brasil).

Adjuto não esteve em uma das oito sessões de fevereiro; faltou duas em março; uma em abril; seis sessões em maio e já registra uma falta no dia 1º deste mês.

O 1º vice-presidente da Casa Legislativa, Carlinhos Bessa, não registrou presença em uma reunião de fevereiro; quatro em março; duas em abril e três em maio. Bessa também não esteve na primeira sessão de junho.

Já Cristiano, não faltou no primeiro mês de trabalho no Parlamento, no entanto, se ausentou de três sessões em março; uma no mês de abril e em maio bateu o recorde de faltas até o momento, registrando sete faltas. D’Angelo esteve presente na sessão do último dia 1º.

Cidade faltou uma sessão em fevereiro; quatro em março; três em abril, duas em maio e uma em junho.

Quarto lugar

A quarta colocação pertence aos deputados: Abdala Fraxe (Avante); Joana Darc (União Brasil); e Thiago Abrahim (União Brasil), com 10 ausências nas reuniões da Aleam.

O deputado de quarto mandato, Abdala Fraxe, registrou três faltas em fevereiro, duas no mês de março; uma em abril; três em maio e uma em junho até o momento.

Joana faltou a quatro sessões no primeiro mês de trabalho legislativo; uma falta em março; duas em abril; três no mês de maio e não faltou na primeira sessão de junho.

Já Thiago, não faltou no mês de fevereiro, mas em março faltou a quatro sessões na Casa; em abril se ausentou de duas; no mês passado deixou de ir a quatro reuniões e em junho ainda não registra falta.

Os deputados João Luiz (Republicanos); Mário César Filho (União Brasil), Wilker Barreto (Cidadania) e Daniel Almeida (Avante), já faltaram a nove reuniões do Legislativo.

Em seguida, com oito faltas cada, aparecem Felipe Souza (Patriota); Débora Menezes; e Delegado Péricles, ambos do PL. Com um total de seis faltas, aparece isolado o deputado, Dr. Gomes (PSC).

Com apenas duas faltas aparecem os parlamentares: Cabo Maciel (PL); Comandante Dan (PSC); e Rozenha (PMB).

A 2ª vice-presidente da Casa Legislativa, Alessandra Campêlo, só possui uma falta referente ao mês de março.

LEIA MAIS: