Manaus, 29 de maio de 2024
×
Manaus, 29 de maio de 2024

Cenário

Mesmo com a opção de mudar de partido, Peixoto diz que continua no Agir

Peixoto corre o risco de perder o mandato enquanto estiver no Agir, que enfrenta um processo no TRE-AM, acusado de praticar fraude na cota de gênero.

Mesmo com a opção de mudar de partido, Peixoto diz que continua no Agir

(Foto: Reprodução/Redes sociais - @PEIXOTO -FACEBOOK)

Manaus (AM) – Devido à abertura da janela partidária, alguns vereadores decidiram mudar de partido para concorrerem a reeleição em outubro deste ano, quando serão realizadas as Eleições municipais, mas o vereador Antonio Peixoto, afirmou ao Portal AM1, nesta quinta-feira (4), por meio de sua assessoria, que vai continuar o Agir36.

O parlamentar, que é aliado do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), pode perder o mandato na Casa legislativa se o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) decidir manter a sua cassação.

Por enquanto, ele se mantém no cargo devido o partido contar com recursos tanto na instância local, quanto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para reaver seu mandato.

A cassação de Peixoto pode ocorrer porque o Agir, partido que o elegeu em 2020, é acusado de praticar fraude na cota de gênero e com isso, o TRE-AM decidiu, no dia 12 de março, que todos os votos do partido sejam invalidados, e dessa forma, Peixoto perde o mandato.

Enquanto o julgamento não acontece, o parlamentar usufrui do cargo político. Questionado pela reportagem se ele cogitou migrar para o Avante, partido liderado por David Almeida no Amazonas, não houve retorno. A reportagem também questionou se o vereador vai concorrer à reeleição e como está se preparando para isso, também não houve resposta até à publicação da matéria.

LEIA MAIS: