Seguindo tendência nacional, serviços do Amazonas sobem 2,2% em novembro

A pesquisa do IBGE também aponta que na comparação com novembro de 2020, o volume de serviços cresceu 8,5%
Da redação – Portal AM1*
Publicado em 14/01/2022 11:46
Serviços no Amazonas crescem 5,4% e recuperam perdas na pandemia
Arquivo/Elza Fiúza/Arquivo/Agência Brasil

MANAUS, AM – Após queda em outubro, o setor de serviços cresceu 2,2%, em novembro, no Amazonas. O avanço colocou o estado em quinto lugar no ranking nacional. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nessa quinta-feira (15), pelo IBGE.

O resultado mostrou que a alta no volume de serviços segue em oscilação, nos últimos meses.

O levantamento também aponta que na comparação com novembro de 2020, o volume de serviços cresceu 8,5%. Já no acumulado do ano, a atividade registrou um avanço de 12,8% e, 12,4% no índice acumulado dos últimos 12 meses.

Os dados nacionais mostram que o setor de serviços avançou 2,4% na passagem de outubro para novembro, após duas taxas negativas consecutivas.

Receita nominal 

A receita nominal registrou em novembro alta de 5,1% sobre outubro no Amazonas. Já na comparação com o mesmo mês de 2020, a receita do setor de serviços no Amazonas cresceu 15,6%, frente a ao mês anterior. No acumulado de 2021, a receita avançou 17,2%, em relação ao mesmo período do ano anterior; e no acumulado dos últimos doze meses, o indicador aumentou 16,2%.

Leia mais: Setor de serviços cresce 2,4% em novembro, após dois meses de queda

Com os resultados do setor de serviços, a média móvel de três meses no Amazonas, período entre setembro a novembro de 2021, tanto no volume quanto na receita nominal de serviços, foi positiva, com índice de 0,4%, no volume, e de 1,0%, na receita nominal.

Nacional

Em novembro, os piores desempenhos foram observados no Mato Grosso do Sul (-4,0%), Acre (-3,3%), e Rondônia (-1,6%). E os melhores desempenhos, em São Paulo (4,0%), Santa Catarina (3,7%), e Sergipe (3,0%). A média nacional foi de 2,4%.

O setor se encontra 4,5% acima do nível pré-pandemia (fevereiro de 2020) e no mesmo patamar de dezembro de 2015.

Frente a novembro de 2020, o volume de serviços avançou 10,0%, nona taxa positiva consecutiva. Já no acumulado do ano, o setor avançou 10,9% e o acumulado nos últimos 12 meses foi de 9,5%.

(*) Com informações da assessoria

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS