Manaus, 24 de maio de 2024
×
Manaus, 24 de maio de 2024

Coluna AM1

Após ficar com vaga de Peixoto, Isaac Tayah também pode tirar Fransuá da CMM

Confira a coluna de política do Portal Amazonas1 publicada nesta sexta-feira (5) e assinada pelo jornalista e editor-chefe Isac Sharlon.

Após ficar com vaga de Peixoto, Isaac Tayah também pode tirar Fransuá da CMM

Retorno

O médico Isaac Tayah (DC) retornou, na sexta-feira (5), à Câmara Municipal de Manaus (CMM) com mandato de vereador da 18ª Legislatura. O parlamentar assume a vaga deixada por Antônio Peixoto, que teve o mandato cassado após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM). A decisão cassou os votos do partido Agir36, por fraude na cota de gênero nas eleições municipais de 2020. A cassação foi votada no dia 12 de março pelo TRE-AM. Na ocasião, o placar foi de 5 a 1.

Na mira

O recém-empossado vereador da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Isaac Tayah (DC), pode tirar mais um vereador da 18ª Legislatura. Assim como ocorreu com Antônio Peixoto, cassado após a Justiça Eleitoral condenar o partido Agir por fraude na cota de gênero, nas eleições municipais de 2020; Isaac também move um recurso eleitoral contra o vereador Fransuá (PSD) pelo mesmo motivo. O processo está na pauta da próxima terça-feira (9) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em caso de cassação, quem assume a vaga é Carlos Alberto Davila, o “Pai Amado”, que é o segundo suplente.

Cassados

Dos 41 vereadores eleitos em 2020 para a Câmara Municipal de Manaus (CMM), dois já foram cassados pela Justiça Eleitoral. O primeiro da lista é Sandro Maia, cassado, em fevereiro de 2022, por abuso de poder econômico e político ao usar um instituto para conseguir votos na última eleição municipal. O segundo é o vereador Peixoto, após a Justiça Eleitoral condenar o partido Agir36 por fraude na cota de gênero nas eleições municipais de 2020.

Sem clima

O compadre de Bolsonaro no Amazonas, Coronel Menezes (PP), disse que não deve recepcionar o ex-presidente em sua próxima visita a Manaus. Ao Portal AM1, Menezes explicou que a vinda de Bolsonaro à capital amazonense está sendo organizada pelo Partido Liberal e, por não estar mais filiado à sigla, não participará do evento. Talvez, segundo Menezes, possa acontecer um encontro dele com Bolsonaro, mas, por enquanto, nada é certo.

Resistência

Mesmo com a escolha do Partido dos Trabalhadores (PT) para que Marcelo Ramos dispute a Prefeitura de Manaus como candidato da esquerda, o ex-deputado federal Eron Bezerra (PCdoB) afirma que mantém sua pré-candidatura a prefeito da capital amazonense. Ele se apresenta como um dos nomes da Federação PT, PCdoB e PV e diz que a decisão do nome que representará os três partidos só dará certo em consenso, seja a nível municipal ou estadual. Se não houver isso, segundo Eron, quem decidirá será a federação nacional.

Julgamento

As contas do Governo do Estado, sob o exercício do governador Wilson Lima em 2022, serão apreciadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas na próxima terça-feira (9). O julgamento será no auditório da Corte de Contas. O processo de prestação de contas do governador será apresentado pelo relator, o conselheiro Mario de Mello, e apreciado pelos demais membros do Tribunal Pleno.

Saideira

Dois vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aproveitaram a janela partidária e deixaram o Avante, partido comandado pelo prefeito da capital amazonense, David Almeida. Lissandro Breval foi para o Partido Progressistas (PP) e Marcel preferiu o Partido Liberal (PL). Antes da janela partidária, o Avante tinha a maior bancada com seis cadeiras no Legislativo municipal.

Mudanças

Conforme levantamento feito pelo Portal AM1, com base em informações publicadas pelos vereadores em suas redes sociais ou em contato com a reportagem, dez vereadores mudaram de sigla durante a janela partidária. No entanto, o número pode ser maior, pois há vereadores que não se pronunciaram sobre o futuro partidário, e não há uma regra que estabeleça a divulgação da mudança de partido imediata até o fim da janela partidária.

Filiações

Quem pretende concorrer aos cargos de vereador, prefeito ou vice-prefeito nas Eleições Municipais de 2024 tem até este sábado (6) para se filiar a um partido político. Essa data-limite é fixada pela legislação eleitoral e corresponde ao prazo de seis meses que antecede o primeiro turno do pleito, marcado para 6 de outubro.

Prazo

Dos 41 vereadores em Manaus, apenas dois estavam sem partido antes do início da janela partidária. No entanto, Dione Carvalho comunicou que se filiou, nessa sexta-feira (5), ao Agir36. Apenas o vereador Joelson Silva não divulgou filiação até o fim da janela partidária. O prazo para ele se filiar a um partido encerra neste sábado (6).

Leia mais no Portal Amazonas1

FALE CONOSCO

Isac Sharlon (editor-chefe)

(92) 99169-4681

Fale com o comercial

Rudson Peixoto (diretor-geral)

(92) 99425-5668

Faça parte da nossa Lista de Transmissão e receba as principais notícias no seu WhatsApp.

Clique no link https://l1nk.dev/adPJI